sexta-feira, 17 de maio de 2013

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Maria do Rosário Pedreira

Quando eu morrer, não digas a ninguém que foi por ti. 

Cobre o meu corpo frio com um desses lençóis 
que alagamos de beijos quando eram outras horas 
nos relógios do mundo e não havia ainda quem soubesse 
de nós; e leva-o depois para junto do mar, onde possa 
ser apenas mais um poema - como esses que eu escrevia 
assim que a madrugada se encostava aos vidros e eu 
tinha medo de me deitar só com a tua sombra. Deixa 

que nos meus braços pousem então as aves (que, como eu, 
trazem entre as penas a saudades de um verão carregado 
de paixões). E planta à minha volta uma fiada de rosas 
brancas que chamem pelas abelhas, e um cordão de árvores 
que perfurem a noite - porque a morte deve ser clara 
como o sal na bainha das ondas, e a cegueira sempre 
me assustou (e eu já ceguei de amor, mas não contes 
a ninguém que foi por ti). Quando eu morrer, deixa-me 

a ver o mar do alto de um rochedo e não chores, nem 
toques com os teus lábios a minha boca fria. E promete-me 
que rasgas os meus versos em pedaços tão pequenos 
como pequenos foram sempre os meus ódios; e que depois 
os lanças na solidão de um arquipélago e partes sem olhar 
para trás nenhuma vez: se alguém os vir de longe brilhando 
na poeira, cuidará que são flores que o vento despiu, estrelas 
que se escaparam das trevas, pingos de luz, lágrimas de sol, 
ou penas de um anjo que perdeu as asas por amor. 

(Maria do Rosário Pedreira)

5 comentários:

  1. I have a project that I am just now working on, and I am sure this will help me a lot and I have been looking for such information since from few days, Thanks!
    ***** Meditation Blog**** And
    ***** National Cancer Institute****

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I'm happy to help her in the project. Check back often! It will be very nice to have her here.

      Kisses

      Excluir
  2. A escrita da Maria do Rosário me encanta . Sentimentos à flor da pele . Tudo em carne viva ! Agradeço a partilha , Nidia . Você sempre fazendo excelentes escolhas . Vou , com certeza , colocar alguns novos poemas que publicou no meu blog se tiver sua permissāo . Beijos , amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi através de você, Marisa, que conheci a Maria do Rosário e toda sua densidade poética. Ela é mesmo sublime. Os poemas que publico são também para você.

      Beijos.

      Excluir
  3. Que bom , amiga !
    Vou agora mesmo publicar o poema e ,também , colocar a música que tocou na sua vitrola , no dia 18 de maio , aniversário do Felipe , meu filho .
    Grande beijo e ótimo final de semana

    ResponderExcluir

Adorei receber sua visita!
Ler seu comentário, é ainda melhor!!!
Responderei sempre por aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...