sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Comercial legal - Globo News

Zenzando na rede

Zenzando na rede - Feliz Ano Novo

Onde há uma vontade, há um caminho...
Onde há boa vontade, há muitos caminhos...
Que o Ano Novo traga
caminhos de esperança, paz e realizações!

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Carlos Drummond de Andrade

O amor antigo

O amor antigo vive de si mesmo,
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige, nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.
(Carlos Drummond de Andrade)

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Gostei... - Rádio Educativa Inatel é transmitida em FM

Rádio Educativa Inatel é transmitida em FM

Emissora 107,9 FM reúne educação, informação e cultura

A partir de agora o Inatel tem uma Rádio Educativa em FM, na sintonia 107,9 Mhz. Transmitindo em caráter experimental até 20 de janeiro de 2012, a emissora levará educação, informação e cultura a 33 municípios.
A autorização para o funcionamento da Rádio Educativa Inatel foi dada pelo Ministério das Comunicações em julho deste ano. De lá pra cá vários investimentos foram feitos para ampliar o estúdio já existente no campus, utilizado para a web rádio e pelos alunos participantes da atividade curricular complementar dos cursos de graduação do Inatel.
De acordo com o diretor do Inatel, professor Marcelo de Oliveira Marques, as iniciativas para tornar realidade a Rádio Educativa iniciaram há 10 anos. “Os esforços e a determinação de muitos possibilitaram a concretização deste sonho, que é o de levar educação e cultura para a nossa região através de um novo veículo de comunicação.”
A emissora conta agora com o que há de mais inovador em transmissão e produção de áudio. Nas primeiras semanas, testes serão realizados durante a programação da Educativa, que terá músicas de vários estilos, boletins informativos e programas educacionais. “A Rádio Educativa do Inatel, mais um instrumento colocado à disposição do Inatel pela sua fundação mantenedora, ocupará uma lacuna importante no âmbito educacional e cultural, crescerá e se tornará um veículo significativo para o desenvolvimento de nossa região, e se firmará também como uma opção a todos que procuram uma opção de entretenimento de qualidade”, completa Marcelo Marques.
O presidente da Finatel, fundação mantenedora do Inatel, professor José Geraldo de Souza, afirma que a concretização da instalação da Rádio Educativa cria mais uma alternativa para a Finatel realizar suas finalidades estatutárias. “Com isso, o Inatel dispõe agora de mais um veículo para promover o desenvolvimento da educação e da cultura na nossa comunidade e na nossa região.”
(Fonte: Inatel em 21/12/2011)

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Zenzando na rede - Feliz Natal

A todos os que aparecerem por aqui desejo um Natal cheio de paz, saúde e harmonia.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Persona - Gigliola Cinquetti


Gigliola Cinquetti (Verona, 20 de Dezembro de 1947)

sábado, 17 de dezembro de 2011

Na vitrola aqui de casa - Rock and roll lullaby

Fragmentos - “A outra voz – Os dragões não conhecem o paraíso”

"Você é meu único laço, cordão umbilical, ponte entre o aqui de dentro e o lá de fora. Te vejo perdendo-se todos os dias entre essas coisas vivas onde não estou. Tenho medo de, dia após dia, cada vez mais não estar no que você vê. E tanto tempo terá passado, depois, que tudo se tornará cotidiano e a minha ausência não terá nenhuma importância. Serei apenas memória, alivio, ..."
(Caio Fernando Abreu em “A outra voz – Os dragões não conhecem o paraíso”)

Gostei... - Johnnie Walker X João Andante

Gostei foi da resposta do Xico Sá que está postada depois da notícia.

Uísque Johnnie Walker tenta derrubar cachaça João Andante
A holding inglesa Diageo, detentora da marca do uísque Johnnie Walker, abriu processo administrativo no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) contra a cachaça João Andante. A Diageo acusa a empresa mineira de ser "imitação" de sua marca --segundo ela, avaliada em US$ 3,5 bilhões.
Mas o processo gerou publicidade para a cachaça e fez suas vendas dispararem. Nas últimas duas semanas, os pedidos feitos via e-mail já chegam a mil garrafas. Até então, as vendas eram de apenas 200 garrafas por mês.
"Os pedidos estão aumentando muito e nós sempre trabalhamos com margem e volume pequenos", disse Gabriel Lana, 25, um dos donos.
A João Andante foi organizada em 2008 por quatro jovens que viam a atividade mais como um hobby do que propriamente um negócio empresarial. Cada um deles segue com sua profissão.
O desenho das duas marcas é representado pela figura de um andarilho, embora de classes sociais distintas: enquanto um é lorde, o outro é um jeca, ou capiau, conforme o regionalismo mineiro.
"Apesar de ambos os personagens mostrarem algumas distinções, o uso da expressão 'João Andante', que é a tradução literal de 'Johnnie Walker', evidencia a intenção de criar uma 'versão local' da marca", argumenta a holding inglesa por meio do escritório de advocacia Dannemann Siemsen.
Os mineiros negam que o uísque tenha sido a inspiração e sustentam que o Walker da marca inglesa nada tem a ver com andar ou caminhar --é um sobrenome.
Afirmam que a ideia é a de um caixeiro-viajante, que é um andarilho, segundo o escritório de advocacia Hidelbrando Pontes e Associados.
(Fonte: Paulo Peixoto – Folha de São Paulo em 16/12/2011)

Johnnie Walker X João Andante e McDonald´s X McBode

Pô, amigo Johnnie Walker, deixa o mineirinho João Andante em paz. Para com isso, retira esse processo do instituto de marcas e patentes.
Vai por mim, sinta-se homenageado, velho Johnnie, jamais copiado.
Como um lorde inglês de US$ 3,5 bilhões sente-se inseguro diante de um pobre capiau de 200 garrafas de pingas mensais?
Deixa disso, stop, Mr. Johnnie, deixa o Jeca no caminho da roça, meu rapaz, ele também é filho de Deus.
Salve a Rainha, velho Johnnie, e segue o seu milionário percurso.
Você está me saindo, lorde Johnnie, qual a cúpula do McDonald´s.
Outro dia, no Recife, testemunhei o humilhante fim do McBode.
Por ação judicial dos gringos, o bar foi obrigado a trocar o nome.
Para ironizar a ridícula situação, o dono rebatizou “Deu Bode”.
Lá se come o melhor hambúrguer caprino do mundo.
Aqui em SP, o McFavela, em Heliópolis, também foi vítima.
Continua vendendo o clássico e turbinado MacLarica, mas agora se chama Minha Favela Lanches.
Quebra essa, velho Johnnie Walker, te peço em nome de tantas quedas já nos deste, em nome de tantas paraguaias manhãs de ressaca.
Deixa o Joãozinho mineiro andar em paz!
Escrito por Xico Sá às 13h36 da Folha de São Paulo

Na vitrola aqui de casa - Landslide

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Lya Luft

Convite

Não sou a areia
onde se desenha um par de asas
ou grades diante de uma janela.
Não sou apenas a pedra que rola
nas marés do mundo,
em cada praia renascendo outra.
Sou a orelha encostada na concha
da vida, sou construção e desmoronamento,
servo e senhor, e sou
mistério.

A quatro mãos escrevemos este roteiro
para o palco de meu tempo:
o meu destino e eu.
Nem sempre estamos afinados,
nem sempre nos levamos
a sério.
(Lya Luft)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Fragmentos - “Caio 3D: o essencial da década de 1970 – Correspondência a Nair Abreu”

...acho que fiz tudo do jeito melhor, meio torto, talvez, mas tenho tentado da maneira mais bonita que sei. (Caio Fernando Abreu em “Caio 3D: o essencial da década de 1970 – Correspondência a Nair Abreu”)

Persona - Oscar Niemeyer

Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares (Rio de Janeiro, 15 de Dezembro de 1907)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Bão dimais - Charlote Russo

Fiz ontem. É uma receita tradicional da casa da minha bisavó Quininha. Todos daqui de casa adoram. Quem sabe pode ser sua sobremesa para a Ceia de Natal. Bom proveito!

Charlote Russo

Ingredientes: Creme amarelo: 1 lata de leite condensado * 1 vez a mesma medida de leite * 1 colher (sobremesa) de Maisena * 2 gemas
Creme marrom: 4 colheres (sopa) de Nescau * 2 colheres (sopa) de açúcar * 1 colher (sopa) de Maisena * 2 copos de água * 150 gramas de biscoito champanhe
Creme branco: 2 claras * 4 colheres (sopa) de açúcar * ½ lata de creme de leite gelado e sem soro
Modo de Fazer: Creme amarelo: Misturar os ingredientes e levar ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Colocar em um pirex retangular.
Creme marrom: Misturar todos os ingredientes e levar ao fogo, mexendo, até formar um creme mole. Passar os biscoitos por esse creme e arrumar sobre o creme amarelo formando uma camada. Despejar o restante sobre os biscoitos arrumados.
Creme branco: Bater as claras em neve, colocar o açúcar e bater até o ponto de suspiro. Juntar o creme de leite, misturar e despejar sobre o creme marrom. Levar à geladeira até o dia seguinte.

Pátria Minas - Eu amo Minas Gerais

Fragmentos - "Grande Sertão: Veredas"

" O senhor escute meu coração , pegue no meu pulso .
O senhor avista meus cabelos brancos ...
Viver - não é ? - é muito perigoso .
Porque ainda não se sabe.
Porque aprender-a-viver é que é o viver , mesmo ."
(Guimarães Rosa em " Grande Sertão: Veredas ")

Em poucas palavras - Montaigne

"O homem não é tão ferido pelo que acontece, e sim por sua opinião sobre o que acontece." (Montaigne)

sábado, 10 de dezembro de 2011

Fragmentos - "Água Viva"

“Neste mesmo instante estou pedindo ao Deus que me ajude. Estou precisando. Precisando mais do que a força humana. Sou forte mas também destrutiva. O Deus tem que vir a mim já que eu não tenho ido a Ele. Que o Deus venha: por favor. Mesmo que eu não mereça. Venha. Ou talvez os que menos merecem mais precisem. Sou inquieta e áspera e desesperançada. Embora amor dentro de mim eu tenha. Só que não sei usar amor. Às vezes me arranha como se fossem farpas. Se tanto amor dentro de mim recebi e no entanto continuo inquieta é porque preciso que o Deus venha. Venha antes que seja tarde demais. Corro perigo como toda pessoa que vive. E a única coisa que me espera é exatamente o inesperado. Mas sei que terei paz antes da morte que experimentarei um dia o delicado da vida. Perceberei – assim como se come e se vive o gosto da comida. Minha voz cai no abismo de teu silêncio. Tu me lês em silêncio. Mas nesse ilimitado campo mudo desdobro as asas, livre para viver. Então aceito o pior e entro no âmago da morte e para isto estou viva. ”
(Clarice Lispector em “Água Viva”)

Persona - Clarice Lispector

Clarice Lispector (Tchetchelnik, 10 de dezembro de 1920 - Rio de Janeiro, 9 de dezembro de 1977)

Dica de diversão - Grupo de jazz Contraponto toca em Santa Rita do Sapucaí

Grupo de jazz Contraponto toca em Santa Rita do Sapucaí

O grupo de jazz Contraponto se apresenta em Santa Rita do Sapucaí neste sábado (10) a partir das 20h. O show é gratuito e ocorre no Teatro Inatel.
Na ocasião, a banda toca com Michel Leme, Diego Nogueira, Sandro Nogueira, Anderson Alarça e Roger de Assis.
O Teatro Inatel fica na Avenida João de Camargo, 510, em Santa Rita do Sapucaí.
(Fonte: EPTV em 09/12/2011)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Pátria Minas - O bem de Minas

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Manuel Bandeira

Pousa a mão na minha testa

Não te doas do meu silêncio:
Estou cansado de todas as palavras.
Não sabes que te amo?
Pousa a mão na minha testa:
Captarás numa palpitação inefável
O sentido da única palavra essencial
- Amor.
(Manuel Bandeira)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ôncofui - Inhotim em Brumadinho

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

De onde vem? - No frigir dos ovos

No frigir dos ovos

Vi esse texto no blog da Maria Helena Rubinato sem a indicação da autoria. Saí pela Net procurando quem havia escrito algo tão interessante. Acabei chegando aqui. Penso que pode ter sido a Professora Eneida quem o escreveu. Se foi, parabéns. Também o achei como sendo de Guaraci Neves. Eu, que gosto tanto de saber de onde vêm as coisas ditas e não ditas, fiquei sem saber verdadeiramente de quem é o texto. Como adorei a mensagem, resolvi reparti-la com vocês independentemente de quem seja.

Pergunta:
Alguém sabe me explicar, num português claro e direto, sem figuras de linguagem, o que quer dizer a expressão "no frigir dos ovos"?

Resposta:
Quando comecei, pensava que escrever sobre comida seria sopa no mel, mamão com açúcar. Só que depois de um certo tempo dá crepe, você percebe que comeu gato por lebre e acaba ficando com uma batata quente nas mãos. Como rapadura é doce mas não é mole, nem sempre você tem ideias e pra descascar esse abacaxi só metendo a mão na massa. E não adianta chorar as pitangas ou, simplesmente, mandar tudo às favas.
Já que é pelo estômago que se conquista o leitor, o negócio é ir comendo o mingau pelas beiradas, cozinhando em banho-maria, porque é de grão em grão que a galinha enche o papo. Contudo é preciso tomar cuidado para não azedar, passar do ponto, encher linguiça demais. Além disso, deve-se ter consciência de que é necessário comer o pão que o diabo amassou para vender o seu peixe. Afinal não se faz uma boa omelete sem antes quebrar os ovos.
Há quem pense que escrever é como tirar doce da boca de criança e vai com muita sede ao pote. Mas como o apressado come cru, essa gente acaba falando muita abobrinha, são escritores de meia tigela, trocam alhos por bugalhos e confundem Carolina de Sá Leitão com caçarolinha de assar leitão.
Há também aqueles que são arroz de festa, com a faca e o queijo nas mãos, eles se perdem em devaneios (piram na batatinha, viajam na maionese... etc.). Achando que beleza não põe mesa, pisam no tomate, enfiam o pé na jaca, e no fim quem paga o pato é o leitor que sai com cara de quem comeu e não gostou.
O importante é não cuspir no prato em que se come, pois quem lê não é tudo farinha do mesmo saco. Diversificar é a melhor receita para engrossar o caldo e oferecer um texto de se comer com os olhos, literalmente.
Por outro lado se você tiver os olhos maiores que a barriga o negócio desanda e vira um verdadeiro angu de caroço. Aí, não adianta chorar sobre o leite derramado porque ninguém vai colocar uma azeitona na sua empadinha, não. O pepino é só seu, e o máximo que você vai ganhar é uma banana, afinal pimenta nos olhos dos outros é refresco...
A carne é fraca, eu sei. Às vezes dá vontade de largar tudo e ir plantar batatas. Mas quem não arrisca não petisca, e depois quando se junta a fome com a vontade de comer as coisas mudam da água pro vinho.
Se embananar, de vez em quando, é normal, o importante é não desistir mesmo quando o caldo entornar. Puxe a brasa pra sua sardinha, que no frigir dos ovos a conversa chega na cozinha e a vingança é um prato que se come frio. Daí, com água na boca, é só saborear, porque o que não mata engorda. Entendeu o que significa “no frigir dos ovos”?

Bão dimais - Panetone de Damasco

Essa é uma sobremesa fácil e rápida para o Natal. Ainda não experimentei, mas toda cozinheira só de ver os ingredientes sabe se a receita vai ou não ficar gostosa. Então, minha senhora, mire e veja. Tem jeito de não ficar gostoso esse Panetone?
A chef Danielle Andrade, de São Paulo, ensina a fazer a versão com damascos a partir de um panetone comum.

Panetone de Damasco

Ingredientes: 1 panetone (500 gramas) * 1 lata de leite condensado * 1 lata de creme de leite * 1 lata de leite medida na embalagem do leite condensado * 2 gemas * 1 colher (sopa) de manteiga * 1 colher (sopa) de maisena * 100 gramas de damascos picados
Modo de Fazer: Misture todos os ingredientes, menos os damascos e o panetone, em uma panela e leve ao fogo. Quando engrossar, acrescente os damascos. Leve para gelar e reserve. Retire, com uma faca, uma "tampa", ou camada superior do panetone e reserve-a (ela vai cobrir o doce depois que for recheado). Retire uma camada interna de massa, no formato de um cilindro. Utilize o creme gelado para rechear e feche o panetone com a "tampa". Decore com chocolate branco derretido e damascos inteiros.
(Fonte: Folha de São Paulo em 01/12/2011)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A arte do Origami - Estrela de Natal II ou Guirlanda VIII

Estrela de Natal II ou Guirlanda VIII

Fiquei na dúvida se postava esse Origami como estrela ou guirlanda. Em todas as duas formas ele fica muito lindo. Olhando a imagem acima parece ser um trabalho difícil, mas são poucas dobras. Tente! Sei que você vai conseguir. Dará um lindo enfeite para sua árvore de Natal.
1 - Você vai precisar de oito quadrados de papel. Ficará mais bonito se você usar duas cores contrastantes, quatro de uma cor e quatro de outra. Coloque o papel, a sua frente, na posição quadrado com a parte branca para cima.
2 - Leve a base inferior até a superior e vinque bem.
3 - Desdobre.
4 - Leve a ponta inferior direita até a linha do centro. Repita a operação com a ponta superior direita. Veja a imagem acima.
5 - Traga a parte superior até a base.
6 - Leve o ponto A até ao ponto B. Vinque bem.
7 - Desdobre.
8 - Levante um pouco a parte superior do trabalho como na imagem acima.
9 - Empurre a ponta superior esquerda para dentro (o ponto A deverá chegar até o ponto B).
10 - Você deverá ter obtido um trabalho como o acima.Observe que você tem um paralelogramo com um "bico" e duas "asas" abertas.
11 - Repita os passos anteriores para o outros sete quadrados de papel.
12 - Posicione duas peças como na imagem acima. As "asas" da unidade 1 deverão envolver o bico da unidade 2. Dobre as pontinhas que sobram da unidade 1 para dentro da unidade 2. Deslise a unidade 1 até o topo da unidade 2.Gire o trabalho para a direita até colocar o bico da unidade 1 para cima. Encaixe outra unidade e repita a operação até fechar a guirlanda.
13 - Está pronta mais uma guirlanda. Agora é só colocar um cordão para pendurá-la na sua árvore.

Tchan, tchan, tchan! Se você quer a estrela veja o vídeo abaixo como é fácil fazer a transformação.

Não fica linda?

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Santa Rita é notícia - "Vale do Silício Mineiro"...

"Vale do Silício Mineiro"...

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (25), em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, da solenidade de comemoração dos 25 anos do Vale da Eletrônica. Durante o evento, o governador assinou ordem de serviço para início de obras pluviais no município. Anastasia também participou de duas inaugurações na cidade: da usina de beneficiamento de leite da Cooperativa Regional Agropecuária de Santa Rita do Sapucaí (CooperRita) e da nova sede da Incubadora Municipal de Empresas Sinhá Moreira.
Para Anastasia, o início da construção das galerias pluviais no município será um grande passo para que os efeitos das cheias do Rio Sapucaí provocadas pelas chuvas sejam reduzidos. O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), vai investir R$ 3 milhões nas obras.
"Estou muito satisfeito porque pude resgatar aqui um compromisso que fiz no início deste ano. Agora, com o início das obras, que, espero, minimizem o efeito das chuvas que Santa Rita sempre sofreu no centro da sua cidade pela falta das galerias", comemorou o governador.

Vale da Eletrônica

Na chegada ao Inatel (Instituto Nacional de Telecomunicações), onde foi realizada a cerimônia comemorativa dos 25 anos do Vale da Eletrônica, o governador destacou a importância das empresas ali instaladas para o desenvolvimento da economia mineira.
"O Vale da Eletrônica é uma realidade muito positiva da economia não só de Minas Gerais, mas do Brasil. Hoje, o Brasil avança a passos largos para o desenvolvimento econômico muito mais integrado e, é claro, que os produtos de valor agregado vão ter um papel de destaque. Minas Gerais, felizmente, vem apresentando uma resposta muito positiva nesse quesito e conta com instituições de grande prestígio. Estamos, neste momento em um deles, no Inatel aqui, em Santa Rita do Sapucaí, na comemoração dos 25 anos do Vale, e do esforço de gerações que fazem daqui um celeiro não só de ideias, conhecimento, experiência, mas também de empreendedorismo", afirmou Anastasia.
O governador recebeu do prefeito Paulo Cândido da Silva e do presidente da Câmara Municipal, vereador Domásio Roque, o título de cidadão honorário de Santa Rita do Sapucaí. Ele foi agraciado, também, com a Comenda Sinhá Moreira, instituída este ano pelo Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel) para homenagear pessoas e empresas que contribuem para o desenvolvimento do Vale da Eletrônica.
A secretária de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Heloísa Menezes, apontou as empresas de Santa Rita do Sapucaí como importantes atores dentro do cenário econômico nacional.
"Trabalhamos sempre para o aumento da competitividade de nossas empresas e o incremento da produção de conteúdo local, que aqui temos exemplos dos mais brilhantes, é um ponto que temos incentivado e insistido muito", explicou ela.
Antonio Anastasia entregou medalhas de reconhecimento do Sindvel a oito empresas, grandes compradoras regulares das indústrias do Vale da Eletrônica.
O presidente do Sindvel, Roberto de Souza Pinto, destacou a presença de instituições de ensino na evolução do Vale e citou dados que comprovam a pujança e desenvolvimento da região.
"Tivemos a sorte de Sinhá Moreira implantar em Santa Rita do Sapucaí o ensino da eletrônica que foi o primeiro da América Latina.
Gradativamente aconteceu o nascimento de demais escolas e faculdades, permitindo a formação e transformação de pessoas. A partir do empreendedorismo, nasceram as indústrias. Hoje, temos 147 fábricas, que geram 9,6 mil postos de trabalho, 13,7 mil produtos no mercado e temos uma representação de R$ 1,5 bilhão de faturamento no mercado. Se o Vale da Eletrônica está como está hoje é porque temos muitas mãos que ajudaram e investiram aqui", agradeceu ele.

Incubadora

Anastasia inaugurou oficialmente e visitou as instalações da nova sede da Incubadora Municipal de Empresas (IME). A obra teve investimento de R$ 2,3 milhões do Governo do Estado e está em funcionamento, desde agosto último, no Condomínio Municipal de Empresas "Ruy Brandão" (CME). A incubadora abriga 17 pequenas e micro empresas que geram 490 empregos diretos e faturaram cerca de R$ 42 milhões no primeiro semestre deste ano.
A IME foi criada em 1998, por meio da Lei Municipal 3.043, que criou também o Programa Municipal de Incubação Avançada de Empresas de Base Tecnológica (Prointec), para estimular o crescimento social de Santa Rita do Sapucaí e região, com o fortalecimento dos processos de geração, desenvolvimento e atração de empreendimentos de base tecnológica. Até setembro de 2011, o faturamento das empresas incubadas da Prointec foi de R$ 2,7 milhões. Foram graduadas 32 empresas de base tecnológica e mais de 30 novos produtos foram lançados no mercado.
O governador Antonio Anastasia garantiu que o empenho do Governo de Minas no sentido de apoiar ainda mais o desenvolvimento da região não cessará.
"O nosso objetivo aqui é conceder benefícios através de financiamento, criar estímulos fiscais da forma que a lei autoriza. A incubadora que está sendo criada aqui é um exemplo disso, porque sabemos que esse tipo de atividade que se baseia na inteligência, no conhecimento, é o grande capital do século XXI", disse o governador.

CooperRita

Na solenidade de inauguração da usina de beneficiamento da CooperRita, cooperativa que atua nas áreas de leite, café, milho, produção de rações, indústria de lácteos, com mais de mil associados, o governador também citou a agregação de valor aos produtos mineiros, uma das metas principais de seu governo, para saudar a iniciativa da cooperativa.
"Com essa nova unidade, a CooperRita está realizando algo que é o sonho de nós mineiros e obsessão de meu governo, que é agregar valor ao que é produzido em Minas Gerais. Estão pegando o leite in natura e transformando em um produto de valor muito maior, que é o leite longa vida", disse o governador.
A nova usina contou com investimentos de R$ 9 milhões, captados com o auxílio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), e tem capacidade para beneficiar 200 mil litros de leite por dia. Com a inauguração, a CooperRita cumpre protocolo de intenções assinado com o Governo Estadual em 2008, no qual se comprometia a industrializar pelo menos 50% do leite recolhido antes de comercializá-lo.
(Fonte: Blog de Notícias – Jornalista João Carlos Amaral em 26/11/2011)

Modos e modas - Com etiqueta

Com etiqueta

Olha o que eu descobri na Internet! O site Wordlabel, que disponibiliza lindas etiquetas para download. Lá você encontra etiquetas para seus presentes de Natal, para colocar em caixas quando for organizar suas coisas, em potes de vidro, etc. Tem umas, parecendo antigas, lindíssimas como essa da foto. É só fazer o download, imprimir e usar. Bom proveito!!!

Persona - Fernando Pessoa

Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 - Lisboa, 30 de Novembro de 1935)

Pátria Minas - Mineiro não mente... Só é criativo...

Mineiro não mente... Só é criativo...

Um mineiro, lá de Curvelo, tinha 12 filhos, precisava sair da casa onde morava e alugar outra, mas não conseguia por causa do monte de crianças.
Quando ele dizia que tinha 12 filhos, ninguém queria alugar porque sabia que a criançada iria destruir a casa e ele não podia dizer que não tinha filhos, não podia mentir, afinal os mineiros não podem mentir.
Ele estava ficando desesperado, o prazo para se mudar estava se esgotando.
Daí teve uma ideia: mandou a mulher ir passear no cemitério com 11 dos filhos.
Pegou o filho que sobrou e foi ver casas junto com o agente da imobiliária. Gostou de uma e o agente perguntou quantos filhos ele tinha.
Ele respondeu que tinha 12.
Daí, o agente perguntou:
- Mas onde estão os outros?
E ele respondeu, com um ar muito triste:
- Estão no cemitério, junto com a mamãe deles.
E foi assim que ele conseguiu alugar uma casa sem mentir...
A inteligência faz a diferença. Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Na vitrola aqui de casa - Aurora

Persona - Érico Veríssimo

Érico Lopes Veríssimo (Cruz Alta, 17 de Dezembro de 1905 – Porto Alegre, 28 de Novembro de 1975)

sábado, 26 de novembro de 2011

Santa Rita é notícia - Vale da Eletrônica no Sul de Minas cresce

Vale da Eletrônica no Sul de Minas cresce

Ao completar 25 anos, polo de Santa Rita do Sapucaí fatura R$ 1,7 bilhão no ano e comemora expansão de 49% sobre 2010. Inovações vão garantir avanços em 2012

O faturamento das 142 empresas que formam o Vale da Eletrônica, um dos principais polos de desenvolvimento tecnológico do Brasil, cravado entre as montanhas de Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, a 420 quilômetros de Belo Horizonte, fechará 2011 em R$ 1,7 bilhão, valor 49% acima do apurado em 2010 (R$ 1,14 bilhão). Parte do aumento se deve aos novos produtos que as indústrias locais começam a colocar no mercado nos próximos dias.
A projeção foi estimada pelo presidente do Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel), Roberto de Souza Pinto, numa data especial: o tradicional polo comemorou, ontem, 25 anos de existência. “Santa Rita do Sapucaí é uma indústria de fábrica”, disse o empresário, que conduziu a solenidade de aniversário da entidade ao lado do governador de Minas. “Temos o objetivo de agregar (valor) aos produtos”, discursou Antônio Anastásia.
Um dos novos produtos desenvolvidos no Vale da Eletrônica, cujas empresas empregam cerca de 10 mil pessoas, pode ser usado, em alguns municípios, já nas eleições de 2012. A Diebold, produtora de urnas eletrônicas, desenvolveu um programa para que a foto do eleitor apareça no terminal do mesário, reduzindo o risco de fraude.
A mesma empresa concluiu um software para desestimular ataques de quadrilhas especializadas em arrombar caixas eletrônicos. O programa suja as notas do caixa eletrônico com tintas. “Já apresentamos o programa ao banco. Deve entrar em operação no início de 2012”, adiantou Antônio Galvão, vice-presidente da Diebold. Segundo ele, o projeto exigiu investimento de US$ 2 milhões.
A Sense, fundada há 35 anos, também acaba de concluir um projeto que recebeu aporte significativo. A empresa destinou, entre recurso próprio e financiado, R$ 4 milhões na construção do primeiro chip eletrônico do estado. “Acreditamos que será colocado no mercado daqui a seis meses. Será usado em produtos como no (aparelho de) sensor fotoelétrico de posição. Foi desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Engenharia de Itajubá (Ufei)”, destacou o diretor da Sense, Celso Spinelli, acrescentando que outro produto desenvolvido pela empresa, que será colocado no mercado externo em poucas semanas, é um sensor de posição usado pela indústria química, sobretudo a farmacêutica.
O governador aproveitou a solenidade para inaugurar, oficialmente, a nova sede da Incubadora Municipal de Empresas (IME). “Ela vai expandir o número de células de 14 para 20, ou seja, serão mais empresas. As atuais empresas incubadas faturam R$ 3 milhões por ano, gerando cerca de 200 empregos”, informou o secretário de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio de Santa Rita do Sapucaí, Pedro Sérgio.

Leite

A cooperativa de pecuaristas e agricultores de Santa Rita do Sapucaí, a CooperRita, inaugurou ontem, com investimentos de R$ 9 milhões, a usina de beneficiamento de leite UHT, também chamado de longa vida. A entidade cumpre protocolo de intenções assinado com o governo estadual, em 2008, no qual se comprometeu a industrializar pelo menos 50% do produto recolhido antes de comercializá-lo.
(Fonte: Paulo Henrique Lobato - Estado de Minas em 26/11/2011)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A arte do Origami - Marcador de livros VI

Marcador de livros VI

Natal chegando e a grana está curta? Por que você não faz uns mimos e distribui para seus colegas. Lembrancinhas mesmo, mas feitas por você. O que vale é o carinho do gesto. Tente fazer um marcador de livros em papel ou tecido. É fácil e se for feito por você certamente vai agradar a pessoa que recebê-lo. Já postei vários modelos aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. E agora tem mais esse, também bastante fácil de confeccionar.
Quanto ao papel você pode conseguir gratuitamente algumas estampas lindas aqui e aqui. É só imprimir. Vamos lá?

1 – Utilize um papel medindo 15 cm X 7,5 cm. Coloque-o, a sua frente, na posição retângulo. Leve a lateral esquerda até a lateral direita e vinque bem. Desdobre e faça outro vinco na medida de ¼ do tamanho da metade esquerda como mostrado na figura acima. Faça uma prega utilizando esse vinco. Veja que a parte esquerda do papel ficou um pouco menor que a direita.
2 – Leve o lado superior e o inferior da metade esquerda (anterior ao vinco feito) até o centro. Veja na figura acima que esses novos vincos estarão posicionados na medida de ¼ da altura do papel. Desdobre. Dobre em triângulo a parte superior e inferior do centro do trabalho como na figura acima. Desdobre.
3 – Leve o lado superior e inferior da metade esquerda até o centro abaixando o triângulo. Observe como deverá ficar o trabalho na figura acima.
Agora leve a lateral direita até a base dos triângulos formados. Desdobre. Vinque um X no quadrado que você tem a sua direita levando uma ponta até a sua ponta oposta e desdobre. Leve novamente a lateral direita até a base dos triângulos.
Gire o trabalho para a esquerda e coloque a parte mais larga para cima. Ficará parecendo um T. Empurre para dentro a lateral esquerda e a direita. Você tem agora uma seta.
4 - Volte o trabalho para a posição anterior. Insira a prega com os dois triângulos pequenos dentro do triângulo maior. Deverá ficar apenas um papel sobre os triângulos pequenos. Vire o trabalho.
5 – Está pronto seu novo marcador de páginas. Use-o para marcar a página do livro que você está lendo ou para presentear pessoas queridas.

Serviço - Cemig alerta para perigos na instalação de enfeites natalinos

Cemig alerta para perigos na instalação de enfeites natalinos

Companhia dá dicas de segurança para a população evitar acidentes na hora de colocar luzes de Natal

Para evitar acidentes com as decorações natalinas, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) alerta a população para os cuidados básicos na hora de instalar enfeites luminosos. De acordo com o engenheiro de segurança da empresa, Demétrio Aguiar, o ideal é escolher itens de qualidade, que tenham o melhor nível de isolamento elétrico possível. Por isso, recomenda a compra de produtos aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), que são submetidos a testes que garantem a segurança.
Segundo o engenheiro, é bom evitar as “gambiarras”, como a instalação de muitos enfeites em uma mesma tomada através do uso de adaptadores e multiplicadores popularmente conhecidos como T ou benjamim. Para evitar a sobrecarga, é necessária a participação de um eletricista, que irá calcular o que pode ou não ser ligado. O profissional vai adequar o circuito da residência por meio de uma pequena reforma na instalação elétrica. As pessoas devem ficar atentas também com os enfeites antigos. Como novo padrão de plugues e tomadas, pode haver incompatibilidade, o que exige o uso de adaptadores.

Recomendações:

• Para a instalação de lâmpadas decorativas em fachadas, muros, jardins e árvores deve-se respeitar a distância mínima de 1,5 metros em relação à rede elétrica.
• Muitas árvores de Natal são feitas de arame e os enfeites têm de estar isolados para impedir a energização acidental.
• Todos os enfeites devem ser bem afixados, para que o vento não os projete contra a fiação da rede elétrica, provocando acidentes graves.
• Desligar os enfeites luminosos antes de dormir ou sair de casa pode contribuir para a redução do valor da conta de energia e evitar acidentes.
• O conjunto da tomada de energia deve ser desligado ao substituir lâmpadas. Nunca execute esse procedimento puxando a tomada pela fiação.
• Evite deixar a instalação em área sujeita a chuva ou alagamento.
• Não instale o conjunto de lâmpadas decorativas em estrutura metálica ou pontiaguda.
• Após a instalação, corrija os pontos de aquecimento. Siga corretamente as instruções do catálogo do fabricante.
• Dê preferência aos enfeites impermeáveis. Eles são mais seguros e duram mais.
• Dê preferência às lâmpadas de LED. Além de mais econômicas, não geram aquecimento e são mais brilhantes.


No caso de instalação de conjuntos luminosos para fachada de prédio com potência mais elevada:

• Contrate o serviço de um engenheiro, técnico ou eletricista para dimensionar a fiação e a proteção do circuito de acordo com a carga a ser ligada.
• Verifique a proximidade com a rede de energia da Cemig, pois, no caso de chuva forte com vento, a iluminação decorativa instalada pode vir a tocar a rede elétrica e provocar curtos-circuitos.
• Evite choques elétricos, observando a distância mínima da rede elétrica ao instalar a decoração de fachadas ou áreas externas.
(Fonte: Estado de Minas em 25/11/2011)

Reduza, reuse, recicle - Aproveitando jornais e revistas

Aproveitando jornais e revistas

Na moda de reciclar e reusar, você pode aproveitar jornais e revistas para embalar seus presentes de Natal. Achei essa dica aqui.
Note que o embrulho foi feito com páginas de jornal. Parece até o antigo Minas Gerais (ainda tem?) que as professoras da minha terra consultavam ansiosas para ver se tinha saído a publicação da promoção tão esperada.

Veja como é fácil fazer um laço com folhas de revistas antigas.

1 – Corte várias tiras de papel. Escolha o tamanho e a espessura que mais lhe agradar. Corte papéis maiores e menores, como mostrado na foto.
2 - Dobre cada tira formando uma espécie de oito, como mostrado na foto acima e grampeie.
3 - Dobre todas as tiras da mesma maneira descrita. Note que você deverá fazer também um pequeno anel para ser o miolo do laço.
4 – Vá colocando uma peça dentro da outra, começando pelas peças maiores, e fixando-as com cola branca para formar o laço. Para finalizar cole o anel fazendo o miolo do laço.

Santa Rita em vídeo - 25 anos do Vale da Eletrônica

Baixe o Adobe Flash Player

Na vitrola aqui de casa - Nada além

(Mário Lago e Custódio Mesquita)

Aviso aos navegantes - Mário Lago – Homem do Século XX: Memórias em Movimento

Projeto homenageia 100 anos de Mário Lago

"Eu não sou saudosista. Não fico lamentando: ’ah, o meu tempo’. Meu tempo é hoje. Eu não fico na calçada, vendo o desfile passar. Vou junto. " (Mário Lago)


As comemorações do centenário do ator, compositor, radialista, escritor, poeta, autor de teatro, cinema, rádio e TV, frasista, militante sindical, ativista político e boêmio, Mário Lago já começaram. O projeto “Mário Lago: o homem do século XX”, patrocinado pela Petrobras, foi lançado no dia 18 de novembro para imprensa, convidados, patrocinadores e parceiros.
Mário Lago completaria 100 anos de vida no dia 26 de novembro. As homenagens para o autor de canções famosas como Amélia e Aurora, porém, já começaram e vão se estender até novembro de 2012. Idealizador do projeto Mário Lago – Homem do Século XX: Memórias em Movimento, Mário Filho contou que seu pai era dinâmico e jovem, mesmo tendo morrido aos 90 anos, em maio de 2002.
O site em sua homenagem www.mariolago.com.br está na rede repleto de coisas legais deste que foi um dos artistas mais completos e interessantes do século 20. Confira!!!

Serviço - Previsão de chuva forte no Sul de MG

Previsão de chuva forte no Sul de MG

O meteorologista do Instituto Minas Tempo, Ruibran dos Reis, apresentou ontem um prognóstico sobre mudanças no tempo, durante reunião comandada pelo Corpo de Bombeiros, que vem intensificando, em todo o Estado, as ações de enfrentamento ao período chuvoso. De acordo com Ruibran, o Sul de Minas, com destaque para Varginha e entorno, será um dos locais com maior concentração de chuvas.
"Por esse motivo, a atenção deverá ser reforçada na região", disse. Ruibran afirmou ainda que as chuvas estão abaixo da média histórica na região Central em novembro. Porém, segundo ele, uma frente fria chegou ao Estado no dia 14 de novembro, sendo necessária a emissão de alerta para algumas regiões.
De acordo Cleber Souza, do 5º Distrito de Meteorologia, a previsão é mais chuva até a próxima segunda-feira em Minas, justamente em decorrência da frente fria citada por Ruibran.
(Fonte: O Tempo em 24/11/2011)

Zenzando na rede

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A arte do Origami - Estrela de Natal I

Estrela de Natal I

Que tal fazer estrelas de Origami para enfeitar sua árvore de Natal ou mesmo para decorar as embalagens de seus presentes? Essa eu encontrei no blog da Carla Onishi que tem o nome das dobras do Origami: Entre Vales e Montanhas. São trabalhos muito interessantes (difíceis para mim que sou principiante), mas essa estrela você também será capaz de fazer. Vamos lá!
1 – Utilize um papel quadrado. Coloque-o a sua frente e dobre ao meio trazendo o lado superior até o inferior.
2 –Desdobre e leve o lado inferior até a linha do meio. Desdobre e repita a operação com o lado superior.
3 – Corte o papel em 4 tiras nas linhas marcadas.
4 – Coloque uma tira a sua frente e dobre ao meio levando o lado inferior até o superior.
5 – Desdobre. Agora deslize a ponta inferior esquerda pela linha do meio formando um triângulo.
6 – Você deverá ter um trabalho como a figura acima. Observe que a dobra vai até a ponta superior esquerda.
7 – Traga a lateral esquerda inclinada até a base inferior obtendo um triângulo.
8- Seu trabalho deverá estar assim. Agora leve a lateral esquerda inclinada até a base superior e obterá um triângulo invertido. Vá dobrando em triângulos levando a lateral inclinada para a base inferior, depois para a superior até o final do papel.
9 – Sua tira de papel deverá ficar como a da figura acima.
10 – Trace linhas verticais na sua tire de modo a obter papéis com um triângulo invertido em cada pedaço como na figura acima.
11 – Recorte a tira nas linhas verticais. Você deverá desprezar a sobra da lateral direita.
12 - Você precisará de 6 pedaços iguais desse papel. Faça isso repetindo as operações anteriores até conseguir a quantidade necessária.
13 – Agora você está preparada para fazer os módulos de sua estrela. Coloque um dos papéis a sua frente como na figura acima e leve o lado inferior até o superior.
14 – Você terá um trabalho como o acima. A ponta do seu triângulo estará voltada para o alto.
15 – Segure a ponta direita do trabalho (apenas a folha de cima) e leve até a ponta esquerda do triângulo. Segure com um dedo e faça uma dobra indo da base até a ponta direita do papel de baixo que ficou sobre a mesa. Observe bem a figura acima.
16 – Repita a operação com a ponta direita do papel.
17 – Introduza essa última dobra feita sob a anterior. Seu trabalho deverá ficar parecendo um barquinho. Note que na base ele tem um bolso que será usado para prender um módulo ao outro. Faça os outros 5 barquinhos.
18 – Coloque um módulo a sua frente (na posição de um barquinho) e introduza a lateral esquerda no bolso de outro módulo até encontrar o triângulo central do módulo 1. Gire o trabalho e coloque o módulo 2 na posição de barquinho. Repita a operação ligando o módulo 3. Repita a operação até ligar os 6 módulos. Feche o módulo 6 com o módulo 1.
Está pronta sua estrela!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...