quarta-feira, 30 de junho de 2010

Ninguém vive sem um pouco de poesia...- Nidia Telles

Herança
Esse meu ancestral
Por parte paterna
Fica me espiando
Aqui na sala.
Como é que me condena,
Se não me conhece
E só me viu pequena?
(Nidia Telles)

(Às vezes me espanto. Como meu pai ficou igualzinho ao vô Sanico!)

Na vitrola aqui e casa - Esquinas

Aviso aos navegantes - Árvore genealógica de várias famílias de Santa Rita do Sapucaí

Árvore genealógica de várias famílias de Santa Rita do Sapucaí
Em maio, Wilton Xavier Furtado me descobriu na Internet e me enviou um e-mail dizendo ser meu parente. Mineira e desconfiada, respondi um tanto secamente depois de consultar seu perfil, visto que seu sobrenome não tinha nada a ver com o meu. Qual não foi minha surpresa quando ele me enviou o endereço de seu site. Ele e a esposa fazem um trabalho de pesquisa maravilhoso e tem a árvore genealógica de minha família desde o meu 6° bisavô (Frutuoso da Costa Pereira Requião), vindo de Portugal.
Depois de conversar com ele e pedir sua permissão, estou postando aqui o link do seu site. Se você é das famílias Marques, Azevedo, Telles, etc. procure por você ou seus parentes. Caso não encontre seus dados ou eles não estejam corretos, mande e-mail para: wilton@arvore.net.br.

Para conhecer um pouco do que falei acima, entre no site genealógico desenvolvido por eles http://www.arvore.net.br e clique no casal tronco Francisco da Costa Pereira Requião e Antônia Maria de Jesus Lima. Na página seguinte clique em Descendentes. A seguir clique em Francisco da Costa Pereira Requião. Em seguida clique em Francisca Antônia de Jesus Lima. Em seguida clique em Joaquina Rubina Marques e chegará à página onde se encontram os filhos da mesma com o Major Feliciano José Pereira de Souza. Daí para frente é só ir clicando nas pessoas que cujo nome aparece em azul e terá uma boa noção do que já desenvolveram nesta genealogia.
Se você for de uma geração mais recente, clique no casal tronco Major Feliciano José Pereira de Souza e Joaquina Rubina Marques e depois em Descendentes. Vá pesquisando seus parentes, clicando nas pessoas que aparecem em azul e talvez você até se ache aqui.
Pesquise, brinque e colabore para a atualização da árvore!!!

Santa Rita é notícia - “AS SUPER PODEROSAS”

Eventos da Secretaria da Cultura de Limeira – Julho de 2010

Teatro: “AS SUPER PODEROSAS”
Domingo, 18 de Julho às 20h30 – Teatro Vitória
Uma comédia simples, direta e com muita irreverência. O espetáculo teve sua estréia na cidade de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais; e desde então suas apresentações vêm atraindo um grande público pelas cidades onde passa e cativando a platéia pelo talento dos atores e carisma de seus personagens: Natally, Shaienne e Kitéria, modelos e amigas que enfrentam hilariantes situações juntas. Realização da Associação Cultural e Produções Artísticas Band-aid, com apoio da Prefeitura de Limeira através da Secretaria da Cultura.
Classificação Indicativa: 14 anos.
(Fonte: http://culturalimeira.blogspot.com em30/06/2010)

Santa Rita é notícia - Minas Gerais recebe novos projetos industriais com investimentos de R$ 233,7 milhões

Minas Gerais recebe novos projetos industriais com investimentos de R$ 233,7 milhões

Cerca de R$ 233,7 milhões em novos investimentos serão feitos, em breve, em diversas cadeias produtivas, confirmando o bom momento vivido pela economia mineira, segundo protocolos de intenções firmados, nesta terça (28) e quarta-feira (29), com o Governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).
Os 11 novos projetos vão gerar cerca de três mil empregos no Sul de Minas, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), integrando a carteira de cerca de R$ 50 bilhões atraídos durante o primeiro semestre deste ano. Essa é uma cifra recorde e demonstra o elevado grau de confiança do empresariado nas potencialidades do Estado e nas ações do Governo de Minas, considerou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sergio Barroso.
Três dos 11 projetos são de relocações, como os da Multicore Indústria e Comércio de Produtos Siderúrgicos Ltda e da Central de Núcleos Siliciosos Ltda (CNS), que estão se transferindo de São Paulo para Extrema, no Sul de Minas, visando à ampliação de suas unidades industriais.
Fundada em 2005, a Multicore vai gerar 49 empregos diretos e 10 indiretos e investirá R$ 3 milhões. Ela atua no mercado de fabricações de transformadores industriais de pequeno porte. Processando sobras de aços magnéticos, ela disponibiliza produtos e serviços de alta tecnologia.
A CNS vai investir R$ 29 milhões com geração de 281 empregos diretos e 70 indiretos. Fundada na década de 90 com o objetivo de ser um centro industrial para processamento de aços magnéticos na América Latina, ela disponibiliza vários produtos e serviços e possui duas unidades fabris em São Paulo: a CNS, Central de Núcleos Siliciosos, e a Multicore.
Outro investimento é da Delphi, que mediante aplicação de R$ 61 milhões e geração de 840 empregos diretos, preferencialmente formada por mão de obra feminina, vai implantar uma nova unidade industrial em Conceição dos Ouros e expandir as plantas existentes em Jacutinga, Itabirito e Paraisópolis.
Uma das líderes mundiais em tecnologia de eletrônica móvel, componentes e sistemas de transportes, a Delphi conta na América do Sul com 10 mil funcionários em 11 fábricas, sendo dez delas no Brasil. Em Minas Gerais, ela possui unidades fabris voltadas para produção de chicotes elétricos empregados pela indústria automotiva. A Delphi implantou sua primeira fábrica em Minas na década de 80, em Paraisópolis. Além dessa, possui unidades em Ibabirito e Jacutinga, com 4,5 mil empregos e faturamento total de R$ 680 milhões.
Já a Fênix Indústria de Eletrônicos Ltda, subsidiária do Grupo HonHai Precision Ind.Co., vai expandir suas atividades com a construção de uma unidade industrial em Santa Rita do Sapucaí, destinada à fabricação de componentes eletrônicos, entre placas mãe, modem, memória, placas para celular – smartphone mediante um investimento de R$ 37,3 milhões. Serão gerados quase 500 empregos diretos. No Brasil sua principal subsidiária, a Foxconn possui duas fábricas nas cidades de Indaiatuba (SP) e Jundiaí (SP), onde produz celulares, computadores e notebook. A sede própria fica em Manaus (AM).(...)
(Fonte: http://www.viacomercial.com.br em 30/06/2010)

Santa Rita é notícia - Emissoras mineiras desejam o mercado do interior de São Paulo

Emissoras mineiras desejam o mercado do interior de São Paulo

Algumas emissoras em FM do Sul de Minas Gerais, que possuem áreas de abrangências consideráveis, estão “invadindo” o Vale do Paraíba e o Leste do estado de São Paulo. Os sinais dessas estações estão sendo captados com facilidade em parte dessas áreas paulistas, situação que aumenta o desejo das rádios mineiras em disputar por fatias desses novos mercados.
O exemplo mais claro fica por conta da Viva FM 98.9, estação que possuí seus estúdios montados na cidade de Cambuí (extremo sul do estado). A rádio de programação sertaneja está com ações e foco direcionado especificamente para o Vale do Paraíba. Essa situação ocorre também por causa de sua grade comercial. Os principais parceiros da FM estão localizados no lado paulista da fronteira estadual.
As emissoras mineiras, além de captar anunciantes do lado de lá da divisa, ainda buscam investimentos com shows e ações promocionais em grandes cidades do estado de São Paulo.
Outra emissora que começa a colher frutos do lado paulista é a jovem D2 FM 95.3 de Santa Rita do Sapucaí. A D2 disputa parte do mercado do Vale com fortes concorrentes como as rádios Stereo Vale FM 103.9, Jovem Pan 2 FM 94.3 (ambas de São José dos Campos), Jovem Pan 2 FM 98.3 de Taubaté, além da Mix FM 106,7 de Guaratinguetá. Todas essas estações se encontram em determinados municípios de São Paulo e do extremo sul mineiro.
A mesma situação ocorre do outro lado da divisa, em direção a Minas Gerais. Rádios paulistas de longo alcance também invadem o território mineiro, atingindo mercados importantes como Pouso Alegre. Um dos destaques de alcance fica por conta da Dumont FM 104.3 de Jundiaí, estação captada facilmente em várias praças mineiras, porém o foco de suas ações está no lado paulista, em especial nos arredores dos municípios de Jundiaí, Campinas, Sorocaba e São Paulo.
Outras rádios jovens de São Paulo são captadas com facilidade em vários municípios mineiros. São os casos das estações Jovem Pan 2 FM 89.9 de Campinas e da Mix FM 92.1 de São João da Boa Vista. FMs de outros gêneros de programação também invadem Minas Gerais, como a Band FM 99.7, Nativa FM 89.3 (as duas de Campinas), Transamérica Hits FM 91.1 de Itapira, Deus é Amor FM 97.3 da Grande São Paulo, Prata FM 104.9 de Águas da Prata, entre outras.
(Fonte: http://www.tudoradio.com em 30/06/2010)

Santa Rita é notícia - Ericsson e governo de Minas investirão R$ 16 milhões em P & D

Ericsson e governo de Minas investirão R$ 16 milhões em P & D

SÃO PAULO - A Ericsson, empresa fornecedora de tecnologia e serviços para operadoras de telecomunicações, selou um acordo com o governo de Minas Gerais para investir R$ 16 milhões em pesquisas e desenvolvimento de produtos de TI e telecom nas cidades de Santa Rita do Sapucaí e Belo Horizonte.
Do valor total, a Ericsson investirá R$ 8 milhões e o restante virá da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes-MG) e da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).
Os projetos a serem desenvolvidos estão focados em tecnologias voltadas para o aperfeiçoamento da televisão digital e para integração da telefonia fica e móvel, que levarão soluções multimídia para TVs, computadores e telefones.
A Ericsson será responsável pela oferta de tecnologia e desenvolvimento de novas soluções, que será realizado junto a FITec, em Belo Horizonte, e ao Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí.
Inicialmente, 50 postos de trabalho para pesquisadores (de recém-graduados a doutores) serão criados. Os profissionais receberão treinamento da Ericsson em tecnologia de ponta de serviços multimídia para TV pela rede IP, bem como em sistemas de tarifação, gerenciamento de receitas, tecnologias 3G, 4G e redes convergentes de comunicação.
Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Alberto Duque Portugal, serão geradas oportunidades para as empresas brasileiras cooperarem no setor de telecomunicações. "Além disso, a iniciativa otimizará a formação de recursos humanos em tecnologia de ponta e a criação de cursos e pesquisas baseados na experiência adquirida", disse em nota.
Segundo o vice-presidente de Pesquisa Desenvolvimento da Ericsson, Trond Fidje, em um segmento que tem como base a tecnologia de ponta, a parceria com o governo de Minas Gerais reforça o desenvolvimento de softwares no Brasil, que já é referência por ser o único país da América Latina a possuir um centro de P D da Ericsson.
O acordo entre a Ericsson e o governo foi fechado por meio do programa Inove em Minas, vinculado ao Sistema Mineiro de Inovação (Simi), iniciativa da Sectes-MG que integra e coordena o ambiente de inovação do estado.
Desde 2001, a Ericsson já investiu R$ 750 milhões em pesquisa e desenvolvimento. Cerca de R$ 80 milhões foram empregados em aproximadamente 90 projetos de pesquisa com universidades e institutos de pesquisa.
(Tatiana Schnoor – Valor on line (http://www.valoronline.com.br) em 30/06/2010)

Santa Rita é notícia - 50 anos da CooperRita

Achei no Youtube e me deu saudade da manteiga da cooperativa de Santa Rita. Não tem igual!!!

Pátria Minas - Mais uma de onça

Mais uma de onça


O cumpadi volta do meio do mato e comenta suas aventuras com um amigo:
- Ara sô! Eu tava no meii da mata, quando di repenti orvi um barui. Oiei pra trás e vi uma onça enorme, lambeno us beiçu. Ela começô a vim atrais di mim i eu começei a corrê. A onça veio logo atrais e quando sinti o bafo dela nu meu cangoti, ela iscorregô e eu proveitei pra me distanciá. A onça se alevantô e continuô a mi sigui. Otraveis, quando sinti seu bafo, ela iscorregô. Nisso eu vi uma casinha e quando tava indo pra lá pra módi miscondê, sinti que a onça tava quasi mi arcançano. Ela iscorregô di novo e eu cunsigui entrá na casinha.
- Nó cumpadi! Qui doidera! - exclama o amigo - Eu teria mi borrado interim!
- E nuque cocê acha qui a danada iscorregava?

terça-feira, 29 de junho de 2010

Dica de leitura - Memórias de Adriano

Memórias de Adriano

Autobiografia romanceada do imperador romano que viveu no século 2, baseada numa minuciosa pesquisa histórica. Yourcenar começou a escrever o livro em meados dos anos 20 e, depois de destruir várias versões do texto, publicou-o em 1951, com sucesso absoluto. Adriano é retratado como o governante ideal: cultor do classicismo grego, protetor das artes e político preocupado com vida dos escravos.
Pouco antes de morrer, o imperador Adriano, Pontifex Maximus dos territórios romanos entre 117-138 d.C., decide escrever uma longa carta-testamento ao jovem Marco Aurélio, o futuro imperador-filósofo.
Nela Adriano passa em revista os principais episódios de sua extraordinária existência: a relação de afeto com a mulher de Trajano, Plotina; as campanhas militares em diversas regiões da Europa; as viagens à Ásia Menor; a paixão pela caça; as discussões filosóficas com os principais pensadores do seu tempo; as relações com Trajano, seu antecessor; e o casamento com Sabina.
No entanto, não são as façanhas públicas e heróicas que constituem o centro vital do relato do velho imperador, mas seu amor pelo belo jovem grego Antínoo, que se matara no auge do esplendor físico.
A partir dessa perda, Adriano se interroga sobre o destino, a precariedade da vida e a inevitabilidade da morte, que não poupa senhores nem escravos. "Esforcemo-nos por entrar na morte com os olhos abertos", escreve o imperador em seus últimos dias, seguindo os preceitos da filosofia estóica que sempre o nortearam.
Lançado em 1951, este romance de Marguerite Yourcenar consumiu quase 30 anos de pesquisas e logo se tornou um clássico da literatura moderna. Poucas vezes uma experiência histórica específica - a biografia de um homem ilustre e o prenúncio da decadência de Roma - foi transformada pela ficção de modo tão vivo quanto nestas "Memórias de Adriano".

Pátria Minas - Caçadô dos bão

Caçadô dos bão


O fazendeiro estava pagando R$ 300,00 para quem conseguisse pegar a onça que estava comendo os bezerros da fazenda. Apresentou-se o compadre, pobre, necessitado, e foi se oferecendo pro serviço. Magrinho, pés no chão, chapéu e cigarro de palha, lá foi ele mata adentro, levando na mão a foice de roçar, e na cintura a garrucha de dois canos. Certa hora deu de cara com a pintada. Estava muito perto para que ele pudesse planejar o ataque. Quando a “marvada” partiu em sua direção, largou de seus apetrechos e danou-se a correr. E a onça atrás... O fazendeiro estava sentado na varanda aguardando o cair da tarde, quando vê o “cumpadre” chegar correndo sendo perseguido pelo felino. Por sorte, na hora que a onça dá o bote, ele tropeça numa pedra e cai. A onça voou por cima e caiu no terreiro, bem em frente à porta do fazendeiro. Aí o mineirinho caçador de onça gritou:
- Sigura essa aí, “cumpadi”, que eu vô buscá mais outra!

Você sabia? - Tremenda mancada

Em anúncio, patrocinador oficial se despede da seleção

RIO - Em um anúncio publicado nesta terça-feira no caderno "Copa 2010" do jornal 'Folha de S. Paulo', a rede de supermercados Extra estranhamente se despede da seleção brasileira com um "Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014". Não demorou para o erro ganhar o microblog Twitter. O equívoco, atribuído pela rede de supermercados ao jornal, foi criticado duramente pelo empresário Abílio Diniz no seu microblog:
"Estou ao lado dos que se indignaram com o anúncio publicado erroneamente pelo jornal. Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irá responsabilizar os culpados".
Veja aqui o anúncio errado , que saiu na página D9
Confira aqui o anúncio correto , que deveria ter saído
Em nota divulgada à imprensa, o "Extra" lamenta o erro ocorrido hoje na veiculação do anúncio:
"A empresa informa que a 'Folha de S. Paulo' errou na seleção do material para publicação e irá se retratar publicamente com a correção do material visto que, como patrocinador da seleção, a rede Extra tem sido um entusiasta do time brasileiro."
Folha admite tremenda mancada
Com a enorme repercussão no Twitter, a ombudsman da "Folha", Suzana Singer, comentou, em resposta a um seguidor: "Saiu anúncio errado do Extra hj por problema da inserção da Folha. Sairá uma errata amanhã. Tremenda mancada."
A seleção de Dunga enfrenta a Holanda, pelas quartas-de-finais da Copa, nesta sexta.
(Fonte: Emanuel Alencar – O Globo em 29/06/2010)

Serviço - Massa de ar polar mantém as temperaturas baixas em Minas

Massa de ar polar mantém as temperaturas baixas em Minas


Os mineiros não precisam guardar o agasalho, pois vão enfrentar mais uma semana de temperaturas baixas no estado. Por causa da passagem de uma massa de ar polar sobre a região Sudeste do país, a temperatura caiu em toda região, na segunda-feira.
No último domingo, a temperatura mínima na capital foi de 15 graus, enquanto na segunda-feira os termômetros registraram 13. Houve geada em Lambari, Maria da Fé e Caldas, no Sul de Minas. Em Monte Verde, por exemplo, as mínimas chegaram 0,2 grau nesta terça-feira.
(Fonte: Estado de Minas em 29/06/2010)

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Na vitrola aqui de casa - Saudade

De onde vem? - Elefante branco

Elefante branco


Elefante Branco: 1. Presente que, não sendo mau, dá muito trabalho, muita importunação. 2. Coisa de pouca ou nenhuma importância prática. [Dic. Aurélio]
De acordo com o professor Ari Riboldi, no seu livro 'O Bode Expiatório', a expressão teve origem em um costume do antigo Reino de Sião, atual Tailândia. Lá, o elefante branco era raríssimo e considerado animal sagrado.
Quando um exemplar era encontrado, deveria ser imediatamente dado ao rei. E, se um dos cortesãos, por alguma razão, caísse na desgraça do rei, este o presenteava com um desses raros animais.
Sendo um animal sagrado, não podia ser posto a trabalhar. Como presente do próprio rei, não podia ser vendido. Matá-lo, então, nem pensar. Não podendo também ser recusado, restava ao infeliz agraciado alimentá-lo, acomodá-lo e ajaezá-lo com luxo, sem nada obter de todos esses cuidados e despesas. Além disso, deveria ser bem tratado e enfeitado, já que o soberano tinha o desagradável hábito de surpreender o presenteado com visitas “incertas” para verificar como ia a saúde do presente oferecido. Assim, o elefante, que tem vida longa, dava muita despesa e nenhum retorno, ou seja, não possuía qualquer utilidade para quem o recebia.
Daí vem a expressão "elefante branco", que caracteriza algo de aparente valor, mas que não tem utilidade e do qual não conseguimos nos livrar. Mais tarde, passou também a ser usada para nomear as coisas enormes e incomuns que ninguém sabe para que servem, como uma obra pública inacabada, por exemplo, ou o viaduto que liga o nada a lugar nenhum.

domingo, 27 de junho de 2010

Gostei... - 10.000 visitas

Justo hoje que é um dia muito especial para mim. Há dez anos atrás, senti a maior emoção da minha vida. Minha filha chegou, pelas mãos santas de Deus.

Obrigada a todos que aparecem por aqui.

Pátria Minas - Simplicidade


Fiscal para o mineiro, dentro do ônibus:
-A passagem por favor!
-Num tem não sr.
-Como não tem?
-Aquele papelim marilim?
-É, sim senhor.
-Pitei...!

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Elisa Lucinda

Amanhecimento

De tanta noite que dormi contigo
no sono acordado dos amores
de tudo que desembocamos em amanhecimento
a aurora acabou por virar processo.
Mesmo agora
quando nossos poentes se acumulam
quando nossos destinos se torturam
no acaso ocaso das escolhas
as ternas folhas roçam
a dura parede.
nossa sede se esconde
atrás do tronco da árvore
e geme muda de modo a
só nós ouvirmos.
Vai assim seguindo o desfile das tentativas de nãos
o pio de todas as asneiras
todas as besteiras se acumulam em vão ao pé da montanha
para um dia partirem em revoada.
Ainda que nos anoiteça
tem manhã nessa invernada
Violões, canções, invenções de alvorada...
Ninguém repara,
nossa noite está acostumada.

Em poucas palavras - Mahatma Gandhi

"Eu creio em mim mesmo. (...) creio nos meus amigos e creio na minha família. Creio que Deus me emprestará tudo que necessito para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançar com meios lícitos e honestos. Creio nas orações e nunca fecharei meus olhos para dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam no que eu acredito. Creio que o triunfo é resultado de esforço inteligente, que não depende da sorte, da magia, de amigos, companheiros duvidosos (...). Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar. Serei cauteloso quando tratar os outros, como quero que eles sejam comigo. Não caluniarei aqueles que não gosto. (...)jurei a mim mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz. Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que às vezes ofendo os outros e necessito de perdão. " (Mahatma Gandhi)

Pátria Minas - Passeio no Retiro das Pedras

Como diz minha filha: Domingo é dia da família. Vejam só o visual que tivemos o privilégio de desfrutar, hoje, do restaurante do Condomínio Retiro das Pedras, pertinho de BH.

sábado, 26 de junho de 2010

Em poucas palavras - Max de Pree

"No final, é importante lembrar que não podemos nos tornar o que devemos ser se continuarmos sendo o que somos." (Max de Pree)

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Historinhas - Ensinamento assim, a gente nunca esquece

Ensinamento assim, a gente nunca esquece


Depois de muitos anos de casado, com família grande, já formada, meu pai conseguiu comprar um carro. Para um funcionário público com sete filhos, foi um grande feito. Era uma Rural Willys como a da foto. (Tive que pesquisar muito para encontrar uma da mesma cor. Tirando as personagens da propaganda, é ela.) Sabe Deus por quantos donos já tinha passado, mas isso não era importante. Era dele, isso lhe bastava. Como não sabia dirigir, tomou algumas aulas, tirou carteira e já se sentia um motorista de primeira. Num final de semana, colocou toda a família dentro dela e lá fomos nós, na nossa primeira aventura rumo à Cambuquira. No banco da frente, meu pai, o caçula e minha mãe. No de trás, as cinco filhas mulheres e no porta-malas, que a gente chamava de “chiqueirinho”, meu outro irmão. Crianças inconseqüentes, que éramos, não sabíamos do risco que corríamos. Fomos cantando e fazendo brincadeiras e passatempos até acabar aquela longa viagem. A direção do carro era enorme e para fazer uma curva era preciso dar várias voltas e toda vez meu pai batia com o braço em meu irmão caçula que ia sentado entre ele e minha mãe. Foi numa dessas manobras, ainda difíceis para o inexperiente motorista, que a Rural saiu e voltou para a rodovia. A criançada toda gritou. Acho que não foi de pânico, mas satisfação por ver seu herói conseguir domar aquele cavalo chucro.
Acho que foi neste dia de nosso batismo de fogo que ela, a Rural, foi também batizada. Passou a se chamar Maria de Lourdes, apelido Lourdê.
O tempo foi passando, a gente crescendo e Maria de Lourdes envelhecendo.
Quando cheguei à adolescência, também chegaram as bobeiras próprias dessa idade. Passei a não curtir mais os passeios com a família e muito menos os na Lourdê, que era mais velha que eu. Toda vez que meu pai oferecia carona e eu estava com minhas amigas, eu a recusava. Ele nunca falava nada e apenas seguia em frente. Usava uma das suas mais marcantes características: a paciência, o saber esperar.
Um dia, voltando da escola com as colegas, que moravam perto de minha casa, fomos apanhadas por um temporal. Como garotas modernas dessa idade não usavam pastas, para não ensopar os cadernos nos escondemos no Bar do Didi. Que alegria quando vimos a Lourdê apontando no morro atrás da Igreja Matriz!!! Mais que depressa, me posicionei na porta do estabelecimento e gesticulei os braços para que meu pai me visse. Ele me viu. Abanou um tchauzinho e seguiu em frente, certamente rindo.
Quando, depois de horas, cheguei em casa e fui questioná-lo, ouvi:
_ Filha, eu não te entendo. Sempre que te ofereci carona, você nunca aceitou.
Não pude dizer nada. Ele apenas havia colocado em prática o velho e sábio provérbio: Um dia é da caça, outro do caçador. Havia sido o dia do caçador.
Foi assim, dessa forma, talvez um pouco dura, que aprendi outro ensinamento que ele não cansava de repetir e, que hoje, eu tento passar para minha filha: As pessoas valem pelo que são e não pelo que têm.
Depois de muitos anos, Maria de Lourdes foi vendida, ou melhor, trocada. A vida tinha melhorado um pouco e meu pai comprou uma caminhonete Fiat, zerinho. Achei estranho, mas ele ficou um tempo, mais calado, cabisbaixo, sisudo, como que curtindo luto pela perda de um membro da família.

Pátria Minas - Lâmpada Mágica

O mineiro acha uma lâmpada mágica.
Esfrega e sai o gênio, que diz:
_Você tem direito a três pedidos.
E o mineiro:
_Eu quero um queijo.
O gênio estranha, concede e espera o segundo pedido.
_Eu quero outro queijo.
Nova concessão. O gênio então aguarda o terceiro pedido do mineiro.
_Uma mulher.
O gênio aliviado diz:
_Ufa, pensei que você ia pedir outro queijo...
_Eu ia, mas fiquei com vergonha.

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Elisa Lucinda

Lágrima do sétimo dia

Por favor
não me calem quando eu chorar
É atestado de ciso
é o mesmo que riso
quando eu chorar
Sou poeta
e chorar é minha musculação
Exercício.
Por favor não me incomodem quando eu chorar.
É o macaco
feliz da mutação
é lavação de olho
é a costela de Adão
sentindo
sem ninguém questionar
É Deus descansando
em emoção no sétimo dia
depois de delirar.
(Elisa Lucinda)

Santa Rita é notícia - Panasonic pode se instalar em MG

Panasonic pode se instalar em MG

Municípios mineiros e fluminenses estão na disputa por investimento estimado em R$ 500 milhões.

A Panasonic do Brasil, subsidiária da japonesa Panasonic, sediada em Osaka, deverá definir em julho onde será instalada a nova unidade da empresa, que é disputada por municípios mineiros e fluminenses. Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pouso Alegre (Sul de Minas), Renato Torres, a empresa informou que uma reunião no Japão programada para o próximo mês vai apontar a cidade que receberá o investimento.
A Panasonic do Brasil, subsidiária da japonesa Panasonic, sediada em Osaka, deverá definir em julho onde será instalada a nova unidade da empresa, que é disputada por municípios mineiros e fluminenses. Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pouso Alegre (Sul de Minas), Renato Torres, a empresa informou que uma reunião no Japão programada para o próximo mês vai apontar a cidade que receberá o investimento.
Estima-se que o montante a ser desembolsado seja próximo de R$ 500 milhões e uma linha de crédito junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) já estaria sendo pleiteada. A empresa, líder mundial nas áreas de desenvolvimento e fabricação de produtos eletrônicos, possui duas unidades no Brasil, uma em Manaus (AM) e outra em São José dos Campos (SP). A Panasonic já havia informado desconhecer o assunto, apesar da confirmação do governo estadual de que mantém negociações com a empresa.
Em 2008, os Conselhos de Administração de duas gigantes do setor - Panasonic e Sanyo - aprovaram a fusão de capital e de negócio no Japão. A união entre os doisplayers formou a maior companhia do setor no país, com faturamento anual estimado em US$ 8,8 bilhões. Nos termos do acordo, a Sanyo passou a ser subsidiária da Panasonic.
O governo mineiro, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), confirmou as negociações com a Panasonic do Brasil para instalação de uma nova unidade do Estado. A empresa já enviou representantes a Belo Horizonte, que se reuniram com a administração estadual, mas foi solicitado sigilo do projeto e a Sede não confirma o valor do investimento.

Páreo - Diversos municípios do Sul de Minas - Pouso Alegre, Extrema, Varginha e Santa Rita do Sapucaí -, além de Juiz de Fora, na Zona da Mata, disputam com cidades fluminenses a instalação da planta da Panasonic, que seria produtora de semicondutores.
Por facilidades de escoamento da produção e de mão de obra especializada, o município de Santa Rita do Sapucaí figura como alvo mais provável. Na cidade está instalado o polo eletrônico do Estado, com 150 indústrias, o que gera maior facilidade de contratação de trabalhadores. Além disso, o município se encontra em uma região de fácil acesso aos principais centros consumidores do país. A BR-459 corta o município e liga Minas Gerais a São Paulo.
A prefeitura planeja a expansão do polo de eletrônica e a construção de um parque tecnológico. Diferente do que ocorre em Extrema e Pouso Alegre, também no Sul de Minas, Santa Rita do Sapucaí possui áreas disponíveis para receber o empreendimento.
Outras duas empresas estão interessadas em construir em parceria uma planta de semicondutores no Estado. A Companhia Brasileira de Semicondutores (CBS) juntamente com a alemã Telefunken AG, pretendem erguer uma unidade no Parque Industrial de Tecnologia, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) em um projeto orçado em US$ 500 milhões para produzir cerca de 400 waffers mensais. O material tem utilização em diferentes segmentos da economia, mas de forma mais intensa pela indústria automotiva e de telefonia.
(Bruno Porto – Diário do Comércio em 22/06/2010)

terça-feira, 22 de junho de 2010

Santa Rita é notícia - Feiúra e beleza nos nomes de cidades

Aqui perto de BH, existe um povoado (Distrito de Nova Lima) que tem o nome mais bonito que já vi para um lugar: São Sebastião das Águas Claras. Se você disser que vai a São Sebastião das Águas Claras, quase ninguém vai saber onde é. O lugar com nome tão lindo só é conhecido por Macacos. O que é uma pena, não é?
Estava outro dia pensando nisso, quando vi esse artigo do articulista Roberto Pompeu de Toledo, publicado na edição 2030 da Revista Veja em 17/10/2007. Como tenho opinião semelhante à dele, compartilho com vocês o texto.

Feiúra e beleza nos nomes de cidades

Um torneio pelo qual se verifica que a arte de nomear povoações se perdeu, com o passar do tempo

São João del-Rei é um bonito nome de cidade. Transmite uma nobreza antiga, sóbria e sábia. Da mesma estirpe, e não por acaso também de cidades históricas mineiras, são os nomes Mariana, Congonhas do Campo, Ouro Preto. De outra família, mas igualmente bonito, é o nome Paraty, de outra cidade histórica, esta contemplada, talvez por estar plantada à beira-mar, com alegres vogais. Como Paraty são Piripiri (PI) e Parintins (AM), com seus coros de is. Há muitos nomes indígenas que brincam nos ouvidos, alguns curtos – Ubá (MG), Itu (SP) –, outros de travar a língua – Cumuruxatiba (BA), Itaquaquecetuba (SP). Feio é o nome de Sinop, no norte de Mato Grosso. Com infelicidade rara, a cidade adotou a sigla da empresa que colonizou a região, Sociedade Imobiliária Noroeste do Paraná. Sinop não tem nem trinta anos. Dar nome às cidades é uma arte perdida.
Feios são, em regra, os nomes terminados em lândia – Analândia (SP), Andrelândia (MG), ou a apoteose representada por Epitaciolândia (AC) – e em polis – Mantenópolis (ES), Delfinópolis (MG), Eunápolis (BA). Goiás tem dezoito cidades em lândia (de Adelândia a Sanclerlândia, passando por Inaciolândia) e 24 em polis (de Amorinópolis a Vicentinópolis, e, se o leitor ainda não está satisfeito, Damianópolis, Mutunópolis e Palminópolis). Juntas, elas perfazem quase 20% dos 246 municípios do estado. Para não se pensar em má vontade para com Goiás, o primitivo nome da antiga capital do estado é dos mais bonitos já inventados no país – Vila Boa de Goiás. As cidades em lândia e em polis são, na esmagadora maioria, novas. Confirmam que hoje em dia se perdeu o rumo, na arte de nomear povoações.
Mais raros do que os em lândia e em polis, mas igualmente feios, são os nomes em burgo: Arceburgo, Felisburgo, Luisburgo. São todos municípios mineiros. Se excetuarmos Novo Hamburgo (RS), Nova Friburgo (RJ) e Fraiburgo (SC), menos chocantes porque remetem a velhas cidades européias, todos os poucos burgos se concentram em Minas. Cordisburgo é outro burgo mineiro, mas este deixou de ser feio: virou bonito, porque Guimarães Rosa nasceu lá. Uma vez quiseram mudar o nome do lugar para Guimarães Rosa. Em vez de homenagem, seria um insulto à sua memória.
Exceção, na feiúra dos nomes em polis, são Petrópolis e Teresópolis. Eles se salvam pelas homenagens à família real brasileira. Florianópolis poderia ser outra exceção, por causa do "flor" da primeira sílaba, e mais ainda por causa do simpático apelido de "Floripa", mas há um problema: Florianópolis homenageia o marechal Floriano Peixoto, por ordem de quem foram massacrados, freqüentemente pelo método de cortar cabeças, os rebeldes da Revolução Federalista de fins do século XIX. Ou seja: a cidade homenageia seu algoz.
Feios são os nomes de gente aplicados a cidades. Há uma no Piauí que se chama Demerval Lobão. No Maranhão existe uma Ribamar Riquene. Por maiores que tenham sido os méritos desses senhores, como nome de cidade caem mal, desastrosamente mal. Santa Catarina tem um fraco por dar nome de gente às cidades. Há as que se apresentam com nome e sobrenome (Abdon Batista, Lebon Régis, Otacílio Costa), as que incluem os títulos (Doutor Pedrinho, Frei Rogério, Major Gercino) e as que se resumem a uma palavra (Galvão, Blumenau). No total 34, dos 293 municípios do estado, levam nome de gente. Blumenau, duro nome alemão, tanto se impôs como nome de cidade que até se esquece que homenageia seu fundador. Salva-se por isso.
Rio de Janeiro é um bonito nome. Faz uma bizarra combinação de acidente geográfico com uma das divisões do ano. Mistura espaço e tempo. Se a cidade se chamasse Abel Figueiredo, tal qual um município do Pará, ou Estaciolândia, em homenagem a Estácio de Sá, a quem se atribui sua fundação, não seria tão bonito. Belo Horizonte é um nome ao qual é preciso se acostumar. Machado de Assis, que viu nascer a nova capital das Minas Gerais, estranhou que ela fosse batizada com uma exclamação. Bonitos são os nomes que combinam santo com nome indígena: Conceição do Araguaia (PA), Santa Rita do Sapucaí (MG), São Luís do Paraitinga (SP). E mais bonitos ainda os que combinam os santos com misteriosos atributos: Santo Amaro da Purificação (BA), São José dos Ausentes (RS), São Miguel do Gostoso (RN), São Thomé das Letras (MG).
Há nomes de uma beleza triste, às vezes trágica. O melhor exemplo é Afogados da Ingazeira, em Pernambuco, notável pela coragem de homenagear gente que se afogou por lá. Baía da Traição (PB) pertence ao mesmo gênero. Dores do Indaiá, no coração de Minas, é dos nomes mais bonitos do Brasil. Merece fechar este I Concurso de Beleza de Nomes de Cidades Brasileiras, criado e desenvolvido por este colunista, que foi ainda seu único e solitário juiz. Concursos similares o leitor está autorizado a estender para outros setores – nome de times de futebol, de operações da Polícia Federal, de senadores (o colunista não cobrará royalties). Quando se está cansado de discutir as coisas em si, uma alternativa é discutir o nome delas.

Na vitrola aqui de casa - Você não sabe

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Saúde - Respiração

Yoga e Respiração Consciente

Na Índia se acredita que o tempo de vida de uma pessoa é medido pelo número de respirações que ela fará. O respirar poderá se tornar um ato de prazer quando conscientemente realizado. As mulheres, de um modo geral e por vaidade, apresentam deficiência e, às vezes, fazem inversão respiratória. Retraem demasiadamente o abdômen e transferem a respiração para a parte superior do tórax. Isto diminui a capacidade de ventilação pulmonar, captação de oxigênio e do Prana, o que faz decrescer a vitalidade e o bem estar.
A inspiração deve-se iniciar com o relaxamento da musculatura abdominal. Isto permite que o diafragma desça da caixa toráxica para a cavidade abdominal. Na expiração ocorre o contrário. O resultado será uma massagem interna e profunda sobre o plexo epigástrico ou solar, cujos nervos recebem todo o impacto das emoções. Como esses nervos se conectam com os órgãos do aparelho digestivo e rins, são, geralmente, os primeiros a apresentarem problemas a partir do estresse.
A Respiração Diafragmática ou abdominal é o recurso mais simples e básico para diminuir o estresse e reeducar a respiração. O exercício poderá ser feito por 5 a 10 minutos antes das refeições ou pela manhã, ao acordar, ou, ainda, ao deitar para dormir.
(Dagmar Kroebz - http://www.vidaleve.com.br)

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Nidia Telles

Tempo


Engraçado é o tempo.
Serve para medir o que passa
E também o que fica.
A alegria desaparece
Num simples fechar de olhos,
Numa verdade não dita,
Numa palavra mais dura,
Nas fugas escondidas...
E a dor?...
Ela dura inteiros anos
Que teimam em passar lentos,
Na espera que não acaba.
(Sempre que a ferida seca,
Vem alguém e arranca a casca.)
Mesmo assim, ó tempo,
Não me poupe dela,
Porque a clareza da vista
Me faz um pouco mais dura
Para enfrentar a vida.
(Nidia Telles)

Em poucas palavras - Artur da Távola

"Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente."(Artur da Távola)

Pátria Minas - Mineiro não gosta de discussão

Mineiro não gosta de discussão


No banquim da praça, dois minerim
cascando fumo.
Uma senhora passa e cumprimenta:
Tarde!
Os dois: tarde!
Passa o padre:
Tarde!
Tarde!
Passa o prefeito:
Salve!
Um vira pro outro e diz:
Vambora qu’eu num gosto de discussão.

Comercial legal - O que faz você feliz?

sábado, 19 de junho de 2010

Você sabia? - O que são calorias?

Recebi da Fatinha e achei a definição genial.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ninguém vive sem um pouco de poesia...- Andrés Eloy BlancoSilêncio

Silêncio


Quando tu ficares muda
e eu ficar cego,
restam-nos as mãos
e o silêncio.

Quando tu envelheceres,
e eu envelhecer,
restam-nos os lábios
e o silêncio.

Quando tu morreres,
e eu também morrer,
têm de enterrar-nos juntos
e em silêncio;

e quando tu ressuscitares,
quando eu tornar a viver,
voltaremos a amar-nos
em silêncio;

e quando tudo acabar
para sempre no universo,
há-de ser um silêncio de amor
o silêncio.
(Andrés Eloy Blanco)

Andrés Eloy Blanco nasceu em Cumaná, em 1897. Aos 8 anos, sua família é confinada em Margarita por desavenças com o governo de Cipriano Castro. Já no mandato de Juan Vicente Gómez, regressa a Cumaná e depois se muda para Caracas.
Desde muito jovem destaca-se como poeta e assim é consagrado pelos companheiros e professores. Em 1918 é agraciado com a "flor natural" nos Jogos Florais com Canto a Espiga e ao Arado. Também nesse ano publica El Huerto de la Epopeya (drama em verso) e é preso por participar de manifestações estudantis.
Em 1923, viaja para a Europa para receber o Primeiro Prêmio nos Jogos Florais de Santander e acaba ficando na Europa por mais de um ano, onde conhece os movimentos de vanguarda da época.
Em 1928, começa a editar no jornal El Imparcial, que circula às escondidas e se vincula a organizações clandestinas como USCA (União Social Construtiva Americana) e FAR (Frente de Ação Revolucionária). Como orador político e literário, cativa as multidões venezuelanas dos anos 30 e 40. Apaixonado por seu povo, intervém ativamente na vida política em oposição ao regime do ditador Juan Vicente Gómez.
Em 1937, funda o Partido Democrático Nacional e ingressa no Congresso Nacional como deputado de oposição e passa a envolver-se completamente na política, sendo também um dos fundadores do partido Ação Democrática. Trabalha em torno da candidatura de Rómulo Gallegos (1941).
Em 1944, preside a Assembléia Nacional Constituinte, convocada para a reforma da "Carta Fundamental" e, em 1948, o então presidente Rômulo Gallegos o designa ministro de Relações Exteriores. Depois da derrota de Gallegos, uma Junta Governamental, presidida pelo tenente-coronel Carlos Delegado Chalbaud, dissolve o Ação Democrática, e o poeta e sua família saem da Venezuela para Cuba e logo para o México. Distante da briga política, Andrés Eloy Blanco volta a escrever, mas no dia 21 de maio de 1955 falece tragicamente na Cidade do México, vítima de um acidente de trânsito.

Pátria Minas - Santa paciência

Santa paciência


O mineiro está pescando na beira do riacho, de repente chega um conhecido, acocora-se ao seu lado, faz um cigarrinho de palha e fica ali, observando a superfície do rio durante várias horas, no mais absoluto silêncio.
A certa altura, o mineirinho incomodado com a presença do amigo, resolveu falar:
_ Qué pescá um cadim?
E o outro:
_Ara... tem paciência préssas coisa não, sô.

De onde vem? - Pior a emenda que o soneto

Pior a emenda que o soneto

A frase tem origem numa história que envolve o poeta Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805). Conta-se que um aspirante a poeta o teria abordado, pedindo-lhe opinião sobre um soneto que tinha escrito e pedindo-lhe que fizesse as emendas que fossem necessárias. Bocage concordou e, no dia seguinte, o aspirante encontrou com o mestre. Para surpresa do primeiro, Bocage não tinha feito uma única emenda no soneto nem tampouco se mostrava satisfeito com a obra. O poema era de fato mau; tão mau que não havia emenda possível. Ou então, se fosse emendado, as correções seriam tantas que a emenda ficaria pior que o soneto...
A frase denota pessimismo, mas é realista: muitas vezes é melhor começar tudo de novo do que tentar emendar uma obra nascida torta. Se alguma coisa que fazemos não sai exatamente como deveria, nem sempre dar um jeitinho resolve. A emenda pode sair pior do que o soneto.

Bão dimais - Quiche Lorraine

Quiche Lorraine

INGREDIENTES:MASSA: 2 gemas * 3 colheres (sopa) de manteiga * 2 colheres (sopa) de conhaque * 1 colher (chá) rasa de sal * farinha de trigo
RECHEIO: 8 fatias de bacon * 1 xícara (chá) de creme de leite fresco * 6 colheres (sopa) bem cheias de queijo Minas curado ou parmesão ralado * 4 ovos * 1 colher (chá) de maisena * sal * pimenta
MODO DE FAZER:MASSA: Bata em creme a manteiga com as gemas. Junte o sal dissolvido no conhaque e, a princípio misturando e depois amassando, vá adicionando farinha até obter massa que não pegue nas mãos. Abra a massa e forre uma forma de fundo removível. Fure todo o fundo com uma faca.
RECHEIO: Misture o creme de leite com as gemas e a maisena. Passe por peneira, junte o bacon picado e o queijo. Tempere com sal e pimenta a gosto e despeje sobre a massa. Asse em forno moderado e sirva em seguida.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Saúde - Saúde na Praça acontecerá no próximo sábado

Saúde na Praça acontecerá no próximo sábado


No próximo sábado (19 de junho), a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e Assistência Social promoverá a segunda edição da Saúde na Praça, que acontecerá do período das 9h ao 12h, na Praça Santa Rita.
O tema do evento, desta vez, é Saúde do Homem. Segundo Tetzi Oliveira Brandão, Secretária de Saúde e Assistência Social, o assunto foi escolhido a partir do 1º Seminário de Saúde do Homem que aconteceu em Belo Horizonte na semana passada, que definiu as novas diretrizes de trabalho da saúde masculina. Outros temas também serão abordados durante o Segundo Saúde na Praça, como, hipertensão, diabetes, tabagismo e álcool e drogas.
Além de se informar sobre diferentes assuntos, as pessoas poderão fazer exames de glicemia e aferir pressão gratuitamente no local. Para isso, a secretaria de Saúde e Assistência Social disponibilizou profissionais e firmou parcerias com a UNIPAC ( Universidade Presidente Antônio Carlos) de Itajubá e com os alunos do Curso Técnico de Enfermagem da cidade.
A Secretaria Municipal de Saúde também firmou parceria com o INATEL que irá disponibilizar uma TV para transmissão dos jogos da COPA que acontecerão no sábado de manhã, com essa iniciativa, a secretaria municipal espera conseguir atrair a população masculina para a Praça “Espero que os homens participem do evento, embora eles sejam mais resistentes quando o assunto é saúde, nós queremos plantar uma semente para o futuro ”, afirma Tetzi.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Pátria Minas - Mineiro esperto

Mineirinho chega num bar em Santa Rita do Sapucai e pergunta:
- Você poderia me vender uma cerveja fiado?
O dono do bar responde:
- Tá vendo aquele cara bem forte e alto?
É o seguinte, de tanto ele malhar, o pescoço dele ficou pequeno, e quem chama ele de pescossim leva uma baita surra.
Se você chamar ele de pescossim, eu te vendo fiado por um ano!
O mineirinho chega até a mesa, dá uma batida nas costas do cara e diz:
- Meu amigo, como vai?
- Mas eu nem te conheço.
- A gente pescô junto!
- Não pescô não!!
- Pescô sim!!!
Mineirinho tomou cerveja fiado por um ano!!!.

Na vitrola aqui de casa - Samba da volta

Serviço - Shopping de SP faz alerta sobre uso de Crocs em escadas rolantes

Shopping de SP faz alerta sobre uso de Crocs em escadas rolantes


Após um menino de cinco anos sofrer um corte no pé no domingo (13) ao prendê-lo no vão lateral da escada rolante, o shopping Eldorado decidiu alertar visitantes quanto aos calçados. Na prática, é um aviso sobre sandálias antiderrapantes, como as Crocs.
Segundo o shopping, esse era tipo de sandália usado pelo garoto --ele foi liberado após atendimento médico.
Já a escada foi interditada pelo Contru porque não está pronta para uso --os degraus tiveram de ser separados com um pé de cabra. O Eldorado diz trabalhar no reparo.
Não se trata do primeiro shopping a adotar a precaução. Em São Paulo, o Morumbi já havia colocado placa com aviso sobre os calçados. No Eldorado, outras duas crianças já haviam se acidentado nos últimos 15 dias usando Crocs ou cópias.
O aviso, a ser colocado nesta semana, terá a ilustração de uma sandália e uma frase do tipo "observe restrições do fabricante do calçado" --as Crocs dizem na etiqueta que não devem ser usadas em escadas rolantes.
O calçado, feito de croslite (resina de alta aderência), foi criado nos EUA para uso em barcos --houve incidentes similares aos do Brasil. No Japão, o governo chegou a pedir ao fabricante que alterasse o design das Crocs.
Conforme a fabricante, não houve mudanças, pois não foram comprovados problemas. A empresa diz que informa o usuário de que tipos de piso deve evitar e que outros calçados também oferecem riscos, como chinelos.
O grupo Sierra Brasil colocou, em 2006, placas e barras laterais nas escadas rolantes de seus quatro shopping, entre eles o Plaza Sul, que impedem a passagem de carrinhos de bebê. A recomendação é usar o elevador.
(Fonte: Márcio Pinho - Folha de São Paulo em 16/06/2010)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Modos e modas - Como usar botas

Como usar botas

Volta e meia as botas sempre voltam a fazer sucesso, antes usadas apenas para proteger do frio, hoje são tantos modelos e tipos, que podem ser usadas o ano todo independente da temporada. A dica pra usá-las sem medo está na hora de saber combinar o tipo de bota com o que você vai vestir.
É importante saber diferenciar um modelo do outro. O cano da bota pode ser longo, médio ou curto. Já o bico pode arredondado, fino ou quadrado. Esses pequenos detalhes combinados entre si vão determinar o tipo de bota. Dependendo do modelo de bota, você vai poder usar em qualquer lugar, já outros mais sofisticados devem ser usados com cautela.

Modelos de Botas
Cano longo - Os modelos de cano longo, acima do joelho, e com salto alto são as mais tradicionais, e ficam bem com saias curtas, calças bem justas. É mais indicada para mulheres que são altas e magras. Já os modelos que tem cano longo e salto alto mas que não cobrem os joelhos podem ser usadas a noite, com vestidos, saias, calça jeans. Os tipos de cano longo, que chega até o joelho e salto baixo, é conhecido como modelo montaria, esse tipo de bota tem um estilo mais esportivo, pode ser usado com saias e calças.

Cano médio - As botas com cano médio, que chegam até a metade da panturrilha, e tem salto alto, podem ser usadas com saias na altura do joelho, longa até o tornozelo, ou calças de boca reta que cubram todo o cano da bota. São indicadas para quem tem pernas compridas, se você for baixinha, ou tem pernas grossas, tente combinar com modelos de saia ou calça que cubram o cano, isso vai disfarçar um pouco a panturrilha e você não parecera tão baixinha.

Cano curto - Os canos curtos com salto alto são conhecidos como abotinados, eles parecem com um sapato mais fechado e geralmente tem o bico fico, devem ser usados com calças retas ou evasê que cubram o peito do pé. As de canos curtos que tem o salto baixo, são um modelo mais esportivo e pedem um jeans ou calça reta que cubra o pé, não deve nunca ser usado com calças de boca estreita. Já os canos curtos com salto médio, é o mais indicado para o dia a dia, e cai bem com peças jeans, calças sociais de boca reta ou evasés.

As botas de bico e salto fino têm um ar de sofisticação por isso pedem roupas mais sofisticadas, já as botas de bico e salto mais grossos, podem ser usadas com roupas mais casuais, dando um ar descontraído.

Roupas que combinam com botas
Combinar peças é mais fácil do que se imagina. Se for usar saia ou vestido tente cobrir a parte final do cano isso vai dar a impressão de um visual mais alongado, se tiver que deixar parte da perna exposta, então use uma meia da cor da pele, no tom da saia ou da bota pra dar continuar com o visual alongado. Se a saia for longa prefira os modelos de salto médio e mais grosso. Não use botas esportivas, vestidos e saias exigem botas mais elegantes com bicos finos, e saltos mais altos.
Para as que preferem calças, as botas mais indicadas são as de tamanho curto ou médio, pra não fazer muito volume nas pernas, lembrando que a calça deve sempre cobri o cano da bota. Não combina muito usar botas no trabalho, principalmente as de bico fino, calças compridas e terninhos não combinam com saltos finos, eles são mais indicados para a noite. Se quiser usar a bota por cima da calça esteja atenta ao modelo da bota, nesse caso as melhores são as de estilo country, borzeguim e montaria, mas a boca da calça deve ser sempre justa.

Cores e combinações
Botas de cores claras combinam com peças jeans e com preto. Muito cuidado ao usar uma bota branca, você tem que ter muito estilo pra saber usá-la. Botas com estampas de pele devem ser usadas com roupas mais sóbria. Já as botas de tecido fino devem ser usadas a noite e combinadas com uma roupa bem sofisticada.

Santa Rita é notícia - Intercâmbio com Minas Gerais

Intercâmbio com Minas Gerais

Em virtude de a escola ter conquistado o 4º lugar no Prêmio Escola Comunitária de Gestão Compartilhada, a diretora da escola Adriana da Costa Pereira Aguiar, foi contemplada através da Secretaria da Educação e Cultura do Tocantins, com uma viagem à Santa Rita do Sapucaí no sul de Minas Gerais para conhecer a Escola Referência Nacional em Gestão Escolar – Destaque Brasil – Escola Estadual Dr. Luiz Pinto de Almeida. O intercâmbio ocorreu de 10 a 14 de maio de 2010, porém segundo a diretora o intercâmbio continua, uma vez que as práticas observadas foram repassadas aos (professores, alunos e pais) e estão sendo adaptadas conforme a realidade desta escola.
Uma ação trazida de Minas que já está em prática na escola, é o uso de carimbos para fortalecer a comunicação entre família e escola, que abordam questões voltadas ao uso do uniforme, uso do livro didático, pontualidade e freqüência dos alunos, grêmio e voluntariados atuantes.
Agora a equipe da Escola Costa e Silva aguarda para o 2 º semestre a visita dos educadores de Santa Rita, que demonstraram interesse em conhecerem o funcionamento das salas ambientes da escola.

(Postado pela diretora Adriana Aguiar e Coordenador o UCA Claudonei Neves da ESCOLA ESTADUAL PRESIDENTE COSTA E SILVA em http://escolaestadualcostaesilva.blogspot.com)

Na vitrola aqui de casa - Gostoso demais

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Affonso Romano de Sant´Anna

Cilada Verbal



Há vários modos de matar um homem:
com o tiro, a fome, a espada
ou com a palavra
- envenenada.
Não é preciso força.
Basta que a boca solte
a frase engatilhada
e o outro morre
- na sintaxe da emboscada.
(Affonso Romano de Sant'Anna)

Em poucas palavras - Edith Stein

"Quem procura a verdade procura Deus, ainda que não o saiba." (Edith Stein)

Você sabia? - Por que é impossível espirrar de olhos abertos?

Por que é impossível espirrar de olhos abertos?

Tirando o mito primeiro: não é porque os olhos podem sair da órbita que os fechamos ao espirrar. UFA!!!

Quando uma partícula estranha entra no corpo pelas vias nasais, estimula os receptores locais que, por meio do nervo trigêmio (que coordena os movimentos da face), avisam o tronco encefálico que é hora de entrar em ação.
Ao receber a mensagem, o tronco encefálico reage imediatamente à invasão, gerando uma série de impulso motores que contraem o abdômen, o tórax e o diafragma, até chegar ao nervo facial.
Os reflexos que chegam ao nervo facial também desencadeiam movimentos para expulsar a partícula estranha. Essas contrações atingem diversos músculos da face, incluindo o músculo orbicular, que controla o abrir e o fechar dos olhos. Como resultado de todo esse esforço, fechamos os olhos.

Você sabia que:

- o ar que sai das narinas durante o espirro atinge em média 150 Km/hora?
- ao espirrarmos espalhamos aproximadamente 40 mil gotículas de saliva?
Pois é, por isto o espirro é uma excelente fonte de transmissão de doenças respiratórias.
(Fonte: http://www.afh.bio.br)

Saúde - Doenças respiratórias de inverno

Doenças respiratórias de inverno


As estações do ano mais frias e úmidas se aproximam e trazem junto o aumento dos casos de doenças ligadas ao sistema respiratório. A maioria destas doenças pode ser evitada com cuidados muito simples. Estas doenças infecciosas podem atingir pessoas de qualquer sexo e idade.
“É muito difícil alguém passar impune e não ficar pelo menos com seu nariz vermelho e entupido, surgirem alguns espirros e ter a irritante sensação do nariz escorrendo”, diz o médico cirurgião torácico Samir El Haje.
Segundo o médico, vários fatores favorecem a disseminação de doenças respiratórias tais como: aglomerações de pessoas, clima frio, mudanças bruscas e constantes de temperatura, o estado nutricional e imunológico, fatores emocionais e a presença de algum tipo de doença crônica em especial as de pulmão.
Os vilões mais comuns, responsáveis pelas doenças respiratórias e desconforto nesta época são os vírus e bactérias. “Não devemos esquecer que as enfermidades relacionadas com as doenças alérgicas também podem ser um complicador. Quando sabemos as características e sintomas das doenças fica mais fácil combatê-las”, explica Dr. Samir El Haje.

Segue abaixo uma breve explicação das principais doenças de inverno:

Resfriados: geralmente são provocados por vírus que comprometem a laringe, faringe e a nasofaringe. Surge um discreto mal-estar. Os sintomas costumam ser mais leves e as rotinas de vida não são interrompidas. Em geral dura dois ou três dias.
Gripe: o causador também é um vírus (vírus influenza) que tem inúmeras variantes e sofre constantes mutações. Compromete as mesmas regiões do resfriado somando-se a traquéia e os brônquios. Os sintomas de febre, prostração, forte mal-estar, tosse e dor no peito levam as pessoas, muitas vezes, a interromper suas atividades do dia-a-dia. Estas são as principais características que diferenciam a gripe do resfriado comum. O estado gripal pode estender-se por mais de vinte dias.
Pneumonia: os principais agentes causadores são bactérias e vírus. A presença de tosse, expectoração, dor no peito ou nas costas, prostração, febre e falta de ar, em alguns casos, são as características mais comuns. Normalmente a pneumonia é adquirida na comunidade, fora de ambiente hospitalar, por pessoas saudáveis. Apesar de ter cura quando tratada, ainda hoje é responsável pela morte de milhares de pessoas, principalmente crianças e idosos.

Para gripe, resfriado e pneumonia viral o tratamento é sintomático. Já na pneumonia bacteriana, recorre-se ao antibiótico.
Outras doenças do sistema respiratório como a tuberculose, a bronquite, a asma, a sinusite, a otite e a amidalite, não podem ser esquecidas e também devem ser tratadas.

Dicas para viver bem, respirar melhor e evitar doenças respiratórias:

* Abandone o hábito de fumar
* Vacine-se contra a gripe todos os anos
* Faça vacina contra o pneumococco a cada cinco anos
* Fuja das aglomerações de pessoas
* Fique longe de ambientes fechados ou sem boa ventilação
* Desvie os ambientes poluídos
* Tenha cuidado com a higiene corporal
* Evite mudanças bruscas de temperatura e ambientes com ar condicionado
* Elimine bebidas muito geladas
* Tenha uma dieta saudável e equilibrada
* Use roupas adequadas à estação
* Mantenha controle rigoroso das doenças crônicas
* Visite seu médico regularmente
(Fonte: http://www.drsamirhaje.com)

Serviço - Sul de Minas enfrenta geadas durante madrugada

Sul de Minas enfrenta geadas durante madrugada

Os moradores das cidades do Sul de Minas vislumbraram belas paisagens na madrugada desta segunda-feira. Camadas de gelo sobre os pastos e jardins impressionaram quem saiu de casa cedo. Mas o frio pode não ter sido tão agradável. Segundo dados do 5º Distrito de Meteorologia, com sede em Belo Horizonte, Monte Verde registrou a menor temperatura do estado nesta madrugada, 0,2 graus negativos. Na madrugada de domingo, os termômetros marcaram -0,1 na mesma cidade.
O meteorologista Jorge Luiz Moreira, do 5º Distrito de Meteorologia, afirma que as cidades de Caldas, São Lourenço e Lambari foram atingidas por geadas moderadas nesta madrugada. A Região Metropolitana de Belo Horizonte também sofreu com o frio intenso. Os termômetros registraram a menor temperatura na zona rural de Florestal, 3,5 graus.
Em Belo Horizonte, durante esta madrugada, o frio de 11,1 graus fez com que os cobertores, meias e edredons se tornassem peças-chave na hora de dormir. Na madrugada de segunda-feira a temperatura registrada foi de 8,8 em BH, informou o meteorologista.
(Fonte: Priscila Robini – Estado de Minas em 14/06/2010)

Serviço - Sul de Minas tem a temperatura mais fria do país

Sul de Minas tem a temperatura mais fria do país

A uma semana do início do inverno, a segunda-feira começa com a manhã gelada em grande parte do país, mas, ao longo do dia, o sol deve brilhar em todas as regiões. De acordo com a Climatempo, a massa de ar polar que entrou na região Sudeste ainda atua forte no Centro-Sul de Minas Gerais provocando queda de temperatura, formando geada fraca nas regiões mais altas. A frente fria alcança o Leste da Paraíba e do Pernambuco e mantém tempo chuvoso. O ar seco amplia atuação até o Centro-Sul do Pará e Sudeste do Amazonas, inibindo formação de nuvens de chuva. Áreas de instabilidade avançam para o Sul do Rio Grande do Sul devendo provocar pancadas de chuva durante a tarde. Nuvens que se formam sobre o mar, avançam sobre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, provocando chuva esparsa.
Nesta segunda-feira, o ar mais seco e frio predomina sobre o Sudeste. O sol aparece em todos os estados, mas o dia amanhece frio em várias áreas e há condições para formação de geada na Serra da Mantiqueira e no Sul de Minas.

No Sul de Minas, a mínima registrada foi a mais baixa do país: 0,2 grau em Monte Verde

- No Sul de Minas, a mínima registrada foi a mais baixa do país: 0,2 grau em Monte Verde - conta o meteorologista Alexandre Nascimento, ressaltando que a mínima na cidade neste domingo foi ainda mais baixa: 0,1 grau negativo.
(Fonte: Anderson Hartmann – O Globo em 14/06/2010)

sábado, 12 de junho de 2010

Em poucas palavras - Albert Camus

"Amar uma pessoa significa querer envelhecer com ela." (Albert Camus)

Na vitrola aqui de casa - Tomara



Para matar a saudade...

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Nidia Telles

Insônia


Quando você está longe,
Sempre acordo em sobressaltos.
A mão tateia o lençol – não te encontra.
E a noite fica do tamanho da saudade.
(Nidia Telles)

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Khalil Gibran


Quando o amor acenar ,
siga-o ainda que por caminhos
ásperos e íngremes.
Debulha-o até deixá-lo nu.
Transforma-o ,
livrando-o de sua palha.
Tritura-o
até torná-lo branco.
Amassa-o
até deixá-lo macio.
E , então submete-o ao fogo
para que se transforme em pão
para alimentar o corpo e o coração!
(Khalil Gibran)

Você sabia? - Qual é o estado representado pela estrela solitária


Eu sabia. Agora "prá que" que eu sabia, eu nunca soube.

Na bandeira do Brasil, a estrela Spica se encontra acima da faixa que expressa “Ordem e Progresso” e representa o Estado do Pará, esse no ano de 1889 correspondia ao maior território acima do paralelo do Equador. Muitas pessoas pensam que essa estrela representa o Distrito Federal.
O céu representado na Bandeira mostra o seu aspecto no dia 15 de novembro de 1889 por volta das 08 horas e 37 minutos na cidade do Rio de Janeiro (relativo a aproximadamente 12 horas siderais), sob o ponto de vista de um observador que se encontraria fora da Esfera Celeste. Motivo este pelo qual existe uma inversão entre as posições observadas no céu a partir da Terra e o desenho deste mesmo céu na nossa bandeira

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Comercial legal - Vale

Ninguém vive sem um pouco e poesia...- Cecília Meireles

Serenata


Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora,
e cantando pus-me a esperar-te.

Permite que agora emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silencio,
e a dor é de origem divina.

Permite que eu volte o meu rosto
para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho
como as estrelas no seu rumo.
(Cecília Meireles)

Bão dimais - Purê de maçã

PURÊ DE MAÇÃ

INGREDIENTES: 6 maçãs * ½ xícara (chá) de água * 1 pitada de sal * 1/3 xícara (chá) de açúcar
MODO DE FAZER: Descasque as maçãs, retire as sementes e pique em fatias bem finas. Coloque as maçãs numa panela, junte a água e o sal. Tampe e leve ao fogo e deixe cozinhar lentamente até que estejam macias. Acrescente o açúcar e continue cozinhando até o açúcar derreter e o purê engrossar. Ótimo para acompanhar carne de porco.

Em poucas palavras - Mahtma Gandhi

"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular." (Mahatma Gandhi)

Serviço - 12 de Junho - Vacinação contra a Poliomielite

A campanha nacional de vacinação contra a paralisia infantil começou nesta segunda-feira (7). Na região do Sul de Minas Gerais, a meta é imunizar 188 mil. Crianças com até cinco anos estão convocadas para tomar a vacina até 18 de junho. Bastam duas gotinhas para isso.
O slogan da campanha está no clima de Copa do Mundo: “Vacinou é gol. Vamos vestir a camisa da vacinação infantil”. A única forma de prevenir a poliomelite é a imunização via oral. A doença acomete principalmente os membros inferiores.
O Dia D da campanha será no sábado (12), quando todos os postos de saúde estarão abertos.

Serviço - Polícia Federal prepara passaporte eletrônico

Polícia Federal prepara passaporte eletrônico

Até dezembro, a Policia Federal planeja incorporar um chip aos passaportes brasileiros para o armazenamento de informações. Além do objetivo de tornar o documento mais seguro, a medida terá uma vantagem direta aos viajantes ao permitir o trânsito mais rápido nos guichês dos aeroportos com a adoção de leitores eletrônicos para a conferência dos dados.
Por isso, além do chip, a ser inserido na contracapa dos passaportes - que continuarão com o formato atual - a Polícia Federal já prevê a compra de, pelo menos, 300 terminais de autoatendimento a serem espalhados pelos principais aeroportos do país, em cidades como São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Salvador.
“Essa é uma meta da Polícia Federal. Até 2012, pelo menos 300 desses postos de autoatendimento serão colocados nos principais aeroportos. Isso já existe em alguns países e pudemos conferir que, por exemplo, em Portugal, o trânsito pela autoridade de imigração se dá em 15 segundos”, explica o perito criminal Eduardo Lacerda, que integra o Programa de Modernização, Agilização, Aprimoramento e Segurança da Fiscalização do Tráfego Internacional e do Passaporte Brasileiro (Promasp).
A PF sustenta que ainda não sabe exatamente quanto será investido na aquisição desses equipamentos de autoatendimento - até porque também avalia adquirir um número maior que o sugerido . “É na casa das dezenas de milhões [de reais] mas esses números ainda estão sendo objeto de análise na Polícia Federal”, diz Lacerda.
Mas o próprio chip ainda é objeto de discussões, mesmo internacionalmente. Diversos países, especialmente europeus, já utilizam algum sistema semelhante, mas há um trabalho sendo desenvolvido sob coordenação da Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO, na sigla em inglês), o órgão global que normatiza documentos de viagens.
Já existem orientações sobre a padronização dos chips - afinal, a ideia é que eles possam ser lidos em diferentes equipamentos em diferentes países - mas ainda não existe o que se possa chamar de um consenso mundial sobre esses padrões. Além disso, como garantir a distribuição das chaves criptografadas de uma maneira que elas estejam disponíveis em nível global.
“A principal questão está relacionada à distribuição de chaves públicas para abrir um passaporte, de forma que os dados de um chip no Brasil possam ser reconhecidos por um equipamento na Inglaterra, por exemplo”, diz Eduardo Lacerda.
(Fonte: Luís Osvaldo Grossmann – Convergência Digital em 10/06/2010)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...