domingo, 31 de outubro de 2010

Dica de onde ir - Dito Preto

Essa dica eu "roubei" do "Viver é perigoso" do Edson Rieira. Não deixem de dar uma passadinha por lá. É um blog muito interessante. Adoro.

Dito Preto

COMER PODE SER PERIGOSO

Comer muito sim, mas não é o caso.
Um dos melhores restaurantes de Itajubá, não fica em Itajubá, mas sim em São José do Alegre. Alí mesmo. Um tirinho, logo depois do Aeroporto virtual de Itajubá.
Depois de tempos, resolvemos almoçar ontem no "Dito Preto". Estava muito bom.
Você só pede a bebida. Deixe a programação por conta deles. De cara uma mesa com toalha limpinha (trocadas a cada cliente).
Começam com uma maionese caseira no capricho. Fatias de pão fresquinho e uma latinha de Azeite Gallo para lambuzar.
Em seguida uma salada colorida imperdível, com todos os legumes da estação, com rodelas caprichadas de palmito.
Arroz soltinho e uma tijela de peixe frito com farinha (importante: sem gosto forte de peixe). Enquanto nos deliciamos com tudo isso, apresentam lascas de pernil e frango assados.
Tudo isso nas quantidades exatas. Nem mais e nem menos.
Conta: Menos de vinte reais por pessoa.
É bom chegar lá antes das 12:30 ou logo depois das 14:00 horas. Costuma lotar. Mas também...
Se tiver que esperar um pouquinho, não tem problema: Fique no bar, peça uma cervejinha gelada e uma porção de traíra frita (sem espinhos).
Como diz um amigo: Não dá nem bico!

Bão dimais - Pé de anjo

Pé de anjo

INGREDIENTES: 1 lata de leite condensado * 1 vez a mesma medida de suco de maracujá * 1 vidro de leite de coco ¨* 12 gramas de gelatina em pó sem sabor * 2 claras em neve firme * óleo para untar
MODO DE FAZER: Misture o leite condensado, o suco e o leite de coco. Junte a gelatina dissolvida conforme as instruções da embalagem. Por último, misture as claras em neve. Despeje em uma forma untada com óleo ou em taças. Leve à geladeira por 3 horas.

Fragmentos - “Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres”


“... uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida. Foi apesar de que parei na rua e fiquei olhando para você enquanto você esperava um táxi. E desde logo desejando você, esse teu corpo que nem sequer é bonito, mas é o corpo que eu quero. Mas quero inteira, com a alma também. Por isso, não faz mal que você não venha, esperarei quanto tempo for preciso.” (Clarice Lispector em “Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres”)

sábado, 30 de outubro de 2010

Dica de diversão - Recital de Canto erudito e Piano

Clic na imagem para ver melhor.


Data: 6 de novembro
Local: Teatro do INATEL
Horário: 20:30

Entrada Franca

(Fonte: http://valeindependente.wordpress.com)

Santa Rita é notícia - Tecnologia invade a casa dos brasileiros

Tecnologia invade a casa dos brasileiros

Sala com sofá, tapete e mesinha no centro. Mas o simples acionar de um botão muda tudo. De repente e de uma só vez, as luzes se apagam, o DVD e a televisão são ligados e as cortinas se fecham a fim de proporcionar o ambiente ideal. Parece coisa de filme, mas a tecnologia residencial está invadindo a vida dos brasileiros e se tornando uma realidade crescente.
Diretor de uma indústria mineira que produz equipamentos eletrônicos e desenvolve softwares para residências, o engenheiro de automação Higor Fernandes, 29, garante que o número de vendas dobra a cada ano. A empresa foi criada por ele e outros dois sócios há seis anos e abastece o Brasil todo. “Houve uma explosão da automação residencial. Muitas construtoras, inclusive, já planejam seus imóveis para receber a tecnologia”, afirma. A expectativa da Associação Brasileira de Automação Residencial é de que o faturamento do setor atinja R$ 124,9 bilhões, o que significa um crescimento de 11% na comparação com 2009.
O serviço mais procurado, segundo o engenheiro, é o de controle de iluminação, cortina, áudio e vídeo. Por meio de um único controle remoto ou, ainda, utilizando um Iphone ou Ipad, o cliente programa ambientes de acordo com seu interesse, como por exemplo para um jantar romântico ou uma sessão de filmes. Há, ainda, o controle de segurança feito com câmaras. Por meio de um software, é possível ver tudo o que está acontecendo dentro da casa de qualquer lugar do mundo.
Além de proporcionar conforto, Higor destaca que a tecnologia ajuda na inclusão de deficientes. “Uma pessoa paraplégica pode ligar a TV ou fechar a cortina com a boca por meio de touch screen”, afirma. Ele lembra, ainda, que o controle de iluminação ajuda na economia de luz, pois as pessoas aprendem a usar ambientes como a penumbra ou a meia luz que gastam menos energia.
No ramo há cinco anos, o empresário Natan Rijhsinghani afirma que o custo dos projetos de automação residencial podem variar de R$5 mil a R$200 mil, dependendo de sua complexidade. Um pacote padrão com oito equipamentos de áudio e vídeo, oito sessões de luz e cortina custa cerca de R$25 mil. “No início só a classe A consumia, mas a tecnologia tem ficado mais acessível. Algumas famílias preferem colocar um mármore mais barato, por exemplo, para ter o sistema em casa”, diz.
Há um ano e meio a família do engenheiro químico Bernardo Chaves, 25, instalou um sistema de controle de iluminação, cortina, áudio e vídeo em casa, no bairro Lourdes, região sul de Belo Horizonte. “Nós queríamos montar uma estrutura bacana de vídeo para nossa sala, mas quando procuramos o serviço percebemos que a tecnologia podia facilitar muitas outras coisas”,conta.
Para Bernardo, uma das principais vantagens é a facilidade de manipulação dos equipamentos. “Minha mãe e irmã tinham dificuldade de usar os eletrônicos e às vezes eu também confundia os fios e as entradas para ligar os aparelhos, agora é só acionar um botão”, diz. A criação de diferentes ambientes também foi aprovada pela família. “Se você vai dar uma festa é só programar a casa para isso. Aciona a opção, as luzes ascendem e o som é ligado na sala e na varanda”, afirma.
E se a moda é ter uma casa inteligente, nem o banheiro poderia escapar da inovação. Desenvolvida em um pólo tecnológico em Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas, uma banheira apresentada na última edição da Casa Cor em Belo Horizonte pode preparar o banho sozinha. “Você está no escritório e quer tomar um banho relaxante quando chegar em casa. É só programar a banheira pelo celular e, quando ela estiver pronta, você recebe uma mensagem”, explica a decoradora Dênia Diniz, responsável pela divulgação da banheira.
Os chuveiros também entraram para a lista de equipamentos tecnológicos, podendo ser programados com diferentes opções de temperatura. “Isso economiza água e energia, pois a pessoa não precisa ficar testando para achar a temperatura ideal”, destaca Dênia. Segundo a profissional, a tecnologia dentro de casa não interfere na decoração e ajuda na convivência entre os moradores. “As pessoas ficam cada vez menos em casa, então o tempo que têm deve ser aproveitado com mais qualidade”, ressalta.
(Fonte: Thaíne Belissa - Portal Uai em 29/10/2010)

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Mario Quintanau comum

Um céu comum

No céu vou ser recebido
com uma banda de música
Tocarão um dobradinho
daqueles que nós sabemos
- pois nada mais celestial
do que a música que um dia ouvimos
no coreto municipal
de nossa cidadezinha...
Não haverá cítaras nem liras
- quem pensam vocês que eu sou?
E os anjinhos estarão vestidos
no uniforme da banda,
com os sovacos bem suados
e os sapatos apertando.
Depois, irei tratar da vida
como eles tratam a sua...
(Mário Quintana)

Fiquei muito triste quando li isso - Conselho de Educação quer vetar livro de Monteiro Lobato em escolas

Conselho de Educação quer vetar livro de Monteiro Lobato em escolas

Monteiro Lobato (1882-1948), um dos maiores autores de literatura infantil, está na mira do CNE (Conselho Nacional de Educação). Um parecer do colegiado publicado no "Diário Oficial da União" sugere que o livro "Caçadas de Pedrinho" não seja distribuído a escolas públicas, ou que isso seja feito com um alerta, sob a alegação de que é racista.
Para entrar em vigor, o parecer precisa ser homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. O texto será analisado pelo ministro e pela Secretaria de Educação Básica. O livro já foi distribuído pelo próprio MEC a colégios de ensino fundamental pelo PNBE (Programa Nacional de Biblioteca na Escola).
Em nota técnica citada pelo CNE, a Secretaria de Alfabetização e Diversidade do MEC diz que a obra só deve ser usada "quando o professor tiver a compreensão dos processos históricos que geram o racismo no Brasil".
Publicado em 1933, "Caçadas de Pedrinho" relata uma aventura da turma do Sítio do Picapau Amarelo na procura de uma onça-pintada. Conforme o parecer do CNE, o racismo estaria na abordagem da personagem Tia Nastácia e de animais como o urubu e o macaco.
"Estes fazem menção revestida de estereotipia ao negro e ao universo africano", diz a conselheira que redigiu o documento, Nilma Lino Gomes, professora da UFMG.
Entre os trechos que justificariam a conclusão, o texto cita alguns em que Tia Nastácia é chamada de "negra". Outra diz: "Tia Nastácia, esquecida dos seus numerosos reumatismos, trepou, que nem uma macaca de carvão".
Em relação aos animais, um exemplo mencionado é: "Não é à toa que os macacos se parecem tanto com os homens. Só dizem bobagens".
Por isso, Nilma sugere ao governo duas opções: 1) não selecionar para o PNBE obras que descumpram o preceito de "ausência de preconceitos e estereótipos"; 2) caso a obra seja adotada, tenha nota "sobre os estudos atuais e críticos que discutam a presença de estereótipos raciais na literatura".
À Folha Nilma disse que a obra pode afetar a educação das crianças. "Se temos outras que podemos indicar, por que não indicá-las?"
Seu parecer, aprovado por unanimidade pela Câmara de Educação Básica do CNE, foi feito a partir de denúncia da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, ligada à Presidência, que a recebeu de Antonio Gomes da Costa Neto, mestrando da UnB.
(Fonte: Folha de São Paulo em 29/10/2010)

Blog: Isso é que é procurar cabelo em ovo...

Na vitrola aqui de casa - How can I go on

Serviço - Processo Seletivo ETE FMC 2011

Processo Seletivo ETE FMC 2011

Increva-se já (Obs.: Compatível somente com Internet Explorer 6 ou versão superior) - Clique aqui.

No Manual do Candidato você encontra todas as informações que precisa para ingressar na ETE FMC em 2011 - Clique aqui.

Você encontra mais informações no link Perguntas e Respostas - Clique aqui.



(Fonte: ASCOM ETE FMC em 29/10/2010)

Serviço - CVT - Videoconferências

CVT - Videoconferências

As vagas para o curso de Laços e Empacotamentos e para o curso de Solda - 5ª edição foram preenchidas em apenas três dias. Inicialmente se esperava que fossem necessárias duas semanas para preencher todas as vagas. “A rapidez com que foram preenchidas as vagas se deve ao sucesso que se tornou os cursos oferecidos pelo CVT”, explica o Coordenador José Alfredo Carneiro. No dia 05 de novembro às 10 horas da manhã tem início o curso de Solda, e no dia 08 de novembro às 15h45min, inicia-se o curso de Laços e Empacotamentos. O CVT de Santa Rita do Sapucaí também irá realizar três videoconferências em parceria com o IEL – Instituto Euvaldo Lodi, responsável pela coordenação do “Estágio Legal”.
Programação CVT:

Vídeo – Mercado de trabalho e estágio
Data – 05/11/10 (sexta-feira)
Horário – das 14 horas às 16 horas (30 minutos finais dedicados às perguntas)

Vídeo – Relações interpessoais no trabalho
Data – 12/11/10 (sexta-feira)
Horário – das 14 horas às 16 horas

Vídeo – Marketing pessoal e postura profissional
Data – 18/11/10 (quinta-feira)
Horário – das 14 horas às 17 horas

Público-alvo – Pessoas maiores de 16 anos, candidatos a estágios empresariais, alunos universitários, alunos de escolas públicas, candidatos ao primeiro emprego e toda comunidade interessada.

As inscrições acontecem nos dias 03 e 04 de novembro, quarta e quinta-feira, no CVT (Rua Loreto Garcia, 48) das 9 horas às 16 horas ou pelo telefone 3473-3600 – Ramal 669.

* Videoconferências gratuitas!
Fonte: ASCOM ETE FMC em29/10/2010)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Santa Rita é notícia - Inovações tecnológicas em feira no Sul de Minas

Inovações tecnológicas em feira no Sul de Minas

Novidades e soluções em eletrônica, telecomunicações, computação e automação são conferidas, desde essa quinta-feira (28), em Santa Rita do Sapucaí. O município sedia a 29ª Feira Tecnológica do Instituto Nacional de Telecomunicações - a Fetin do Inatel. Realizado pelos alunos do instituto, o evento acontece no ginásio poliesportivo, é aberto ao público e vai até 30 de outubro.
Uma das novidades da Fetin, em 2010, é a integração dos estudantes com a comunidade. Durante uma semana, os alunos discutiram ideias com representantes de vários setores da cidade. O resultado foi a apresentação, na feira, de 55 projetos com foco social. Como o “No Flood”, que fará a modelagem matemática do Rio Sapucaí, e poderá ajudar a Defesa Civil local a evitar enchentes.
Segundo o coordenador da Fetin, Bruno Monteiro, entre os projetos há iniciativas nas áreas ambiental, de segurança, de saúde e de inclusão de portadores de deficiência física. Na última, uma das propostas é a criação de um andador microcontrolado, que é motorizado e ajuda no tratamento de pessoas com dificuldades de locomoção.
Os grupos participantes e suas invenções serão julgados por professores e empresários convidados, definidos de acordo com a área do projeto. Os três primeiros lugares receberão troféu e R$ 1.500.
Para Bruno, a Fetin, além de ser uma oportunidade de os alunos aplicarem o que aprenderam em sala de aula, funciona como uma vitrine para apresentar os novos talentos do instituto. “Os estudantes descobrem sua capacidade empreendedora e aprimoram os conhecimentos adquiridos durante o curso. Também estreitam suas relações com o mercado de trabalho”, afirma.
A feira recebe, ainda, jovens do Ensino Médio de diversas escolas da região. Eles podem, inclusive, participar de atividades como as Olimpíadas de Matemática. Já no workshop de eletrônica, o desafio é montar um pisca-pisca e fazê-lo funcionar.
Entre as atrações da feira, em 2010, estão um sistema que permite controlar o tempo e o número de banhos de um chuveiro; o varal “inteligente” que, por meio de um sensor, muda de posição quando começa a chover; e o programa que gerencia os produtos da despensa e emite uma lista de compras com o quê está faltando.
(Fonte: http://www.hojeemdia.com.br em 28/10/2010)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Santa Rita é notícia - 29ª Fetin apresenta ideias inovadoras

29ª Fetin apresenta ideias inovadoras

Que tal conhecer um sistema que permita controlar o tempo e o número de banho de um chuveiro? Ou ainda acompanhar o peso do botijão de gás da sua casa? Ou ter um varal inteligente que, através de sensor, muda de posição quando começa a chover? E um programa que gerencia os produtos de sua dispensa e já deixa pronta uma lista de compras com os produtos que estão em falta?
Estas são apenas algumas ideias que estarão presentes na 29ª Fetin - a Feira Tecnológica do Inatel, - que será realizada de 28 a 30 de outubro, no ginásio poliesportivo do Instituto Nacional de Telecomunicações, em Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais. Este ano 465 estudantes vão apresentar 132 projetos divididos nas áreas de Eletrônica (40%); Telecomunicações (20%); Computação (13,55%); Biomédica (10,32%); Automação (9,68%) e outras (6,45%).
Muitos desses projetos têm foco social, como o No Flood, que fará a modelagem matemática do rio Sapucaí, contribuindo para ações de prevenção em caso de enchentes. O equipamento será doado à Defesa Civil de Santa Rita do Sapucaí, município que já enfrentou sérios problemas por causa da chuva. Há outros exemplos de projetos na área ambiental, de segurança, saúde e inclusão de portadores de deficiência, como um andador microcontrolado, que é motorizado, e auxilia no tratamento de pessoas com dificuldade de locomoção.
Pela primeira vez em 29 anos de feira houve uma integração entre os alunos e a comunidade antes mesmo do início da Fetin. Durante uma semana os estudantes dos 55 projetos com foco social se reuniram com representantes de vários setores de Santa Rita do Sapucaí e tiveram a oportunidade de debater a aplicação prática de suas ideias antes da apresentação final. "Esta iniciativa fortalece o desenvolvimento dos projetos e promove uma maior interação com quem realmente necessita, além de aumentar o comprometimento da equipe", disse o coordenador da feira.
Os grupos participantes serão julgados por professores e empresários convidados, definidos de acordo com a área do projeto a ser avaliado. Os três primeiros lugares são premiados com um troféu e um valor em dinheiro, R$ 1,5 mil para o primeiro grupo colocado, R$ 1 mil para o segundo e R$ 700,00 para o terceiro.
Além de ser uma oportunidade de aplicar o que se aprende em sala de aula, a Fetin é cada vez mais uma vitrine de novos talentos. Os jovens estudantes, de todos os períodos dos cursos do Inatel, desenvolvem a capacidade empreendedora e apostam na feira para aprimorar os conhecimentos adquiridos durante o curso e para estreitar o contato com o mercado de trabalho. Ao longo dos anos de feira, muitos alunos apostaram nestas ideias que surgiram na Fetin e iniciaram o caminho profissional através delas. Com o ensino empreendedor oferecido pelo Inatel, os estudantes aprendem o caminho para ter seu próprio negócio e podem, inclusive, iniciar este trabalho pela Incubadora de Empresas do Inatel, considerada uma das melhores do Brasil.
O evento é aberto ao público, que pode conferir também vários workshops na área de tecnologia. A feira recebe grupos de estudantes de diversas regiões e para estes jovens vindos do Ensino Médio há algumas atividades previstas:
Olimpíada da Matemática
Os candidatos devem resolver 10 questões de matemática/lógica e ganha a olimpíada quem entregar o maior número de questões resolvidas em menor tempo.
Workshop de Eletrônica
Cento e vinte alunos sorteados têm a oportunidade de conhecer o dia a dia do estudante de engenharia. Durante o workshop, eles devem montar um pisca-pisca e fazê-lo funcionar.
Para os professores e coordenadores teremos uma sala especial para descanso com massagem.
SERVIÇO:
29ª Fetin - Feira Tecnológica do Inatel - Santa Rita do Sapucaí - MG
Dia 28/10 - das 18h às 22h
Dia 29/10 - das 16h às 22h
Dia 30/10 - das 9h às 12h
No site www.inatel.br/fetin você encontra a lista de todos os expositores, com a explicação de cada um deles e também toda a programação da feira.
(Fonte: http://www.mgsulnews.com.br/ em 27/10/2010)

Dica de diversão - 29a. FETIN

Clic na imagem para saber mais detalhes.


No site www.inatel.br/fetin você encontra a lista de expositores e toda a programação da feira.

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Marina Colasanti

De caça a caçador


Para alcançar palavras que nos fogem
preciso é acarpetar as passos
velar de espesso véu nosso desejo
e esperá-las
caiados
de tocaia.
Sempre haverá um momento
de descuido
em que a palavra
recolhidas asas
pousará sobre a língua
e será nossa.
Entrementes
há que tomar cuidado.
Assim como as caçamos
palavras há também
em cada esquina
prontas
com unha e dente
a nos saltar em cima.
(Marina Colasanti)

Em poucas palavras - Públio Siro

"A honestidade fingida é desonestidade dobrada." (Publío Siro)

Pátria Minas - … e mineira, mineiríssima, de alma.

Paulistana de nascimento e de coração…

… e mineira, mineiríssima, de alma.

Não sei se todo mineiro tem esse carinho por Minas, ou se só mesmo quem, assim como eu, foi criada no Estado, tem família no Estado, mesmo pertencendo a outro lugar, de nascença.
Pra dizer a verdade, não sei se existem muitas pessoas apaixonadas pelo lugar onde nasceram ou cresceram. Eu amo São Paulo, e não pretendo sair daqui. Mas tenho um carinho imenso por Minas.
Minas transpira poesia: no falar de seu povo, na particularidade da língua, nos quitutes, nos costumes.
Mineiro adora receber visita. E a visita não pode sair de barriga vazia: tem sempre um café preto e umas quitandas à espreita. Lembrando que quitanda, em Minas, tem sinônimo de quitute: broa de fubá, bolo, pão de queijo…
Mineiro adora jogar conversa fora ao redor da mesa da cozinha, que chega a ser mais acolhedora que a sala de visitas.
E a comida típica mineira? Não existe melhor no mundo! Frango ao molho pardo, canjiquinha, costelinha com couve, angu, feijão tropeiro, rabada…
E foi exatamente daí que me brotou esse cheiro saudoso de Minas: consegui comprar, finalmente, o primeiro volume da Coleção Cozinha Regional Brasileira da Abril. Foi o volume mais relançado da coleção até agora e, mesmo assim, nunca encontrava-o na banca. Não estou fazendo a coleção inteira, só a de alguns Estados mais queridos (MG, SP e os do Sul).
Dentre todos os livrinhos que já tenho, o de Minas é o mais poético: o capítulo de quitandas está lá, minhas comidas preferidas também, uma parte da história está lá. E tem início com uma gostosa introdução de Frei Betto :

“Comida Mineira: trem danado de bão

Filho de Maria Stella Libanio Christo, autora do clássico Fogão de Lenha – 300 anos de cozinha mineira, sinto-me com muito apetite para apresentar a culinária mineira.
Minas é um estado de espírito que se conhece pelo paladar. Basta levar à mesa, em qualquer lugar do mundo, o Mexidão da Beth Beltrão; a Carne Moída Atrás do Muro do Cantídio Lana; ou o Ioiô-com-IaIá de dona Lucinha. Acrescentem-se: prosa solta, um gole de cachaça ou licor de jabuticaba; e o profundo sentimento de fraternura. É em torno da mesa que o mineiro congrega a família, reúne amigos, celebra a vida. Em Minas, a mesa é o verdadeiro altar, onde se partilham tristezas e alegrias, nostalgias e sonhos, na conversa tão espichada quanto ladainha de igreja. Salivam-se saudades deixadas no paladar. O coração transborda no jeito mineiro de conversar: as frases são sinuosas e delicadas como as curvas das montanhas.
A culinária mineira deita raízes na variedade da cozinha indígena, nos queijos e toucinhos vindos de Portugal, na criatividade do voraz apetite dos escravos das minas de ouro e diamante. Mineiro, quando se alimenta, se acalenta.“
Frei Betto

Ê trem bão!
(Fonte: http://dialetica.org/cafemineiro/ em 21/10/2009)

Santa Rita é notícia - Novos investimentos em Minas Gerais ultrapassam os R$ 50 milhões

Novos investimentos em Minas Gerais ultrapassam os R$ 50 milhões

Cerca de R$ 53,7 milhões em investimentos privados em vários segmentos produtivos, gerando cerca de 1 mil empregos diretos e indiretos, estão sendo assegurados nesta semana por intermédio de seis protocolos de intenções firmados pelo empresariado com o Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).
Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sergio Barroso, esses novos investimentos confirmam o bom momento vivido pela economia mineira, que vem batendo recordes de crescimento, acima da media nacional. O secretário observou que apenas neste ano estão sendo realizados investimentos privados acima de R$ 75 bilhões, graças a um trabalho bem articulado entre os vários órgãos governamentais e à boa governança de Minas Gerais.
Um dos protocolos firmados foi com a Loja Elétrica. A empresa vai ampliar o centro de distribuição instalado em Belo Horizonte. O investimento vai possibilitar também que a companhia inicie, em breve, a venda de materiais elétricos através da modalidade de comércio eletrônico. Os investimentos previstos são de R$ 21 milhões, com abertura de 250 empregos diretos.
Outro protocolo assinado no Indi é com a Cooperativa dos Ruralistas de Alpinópolis Ltda. (Cooral). O investimento de quase R$ 11,5 milhões será para ampliar as instalações da cooperativa em Alpinópolis, na região Sul de Minas Gerais, com a criação de 160 empregos diretos. Com a expansão a Cooral deverá atingir a capacidade instalada de processamento de uma produção de 10,5 milhões de litros de leite por mês. Entre seus produtos destacam-se o doce de leite e o requeijão cremoso “Ventania”.
Já a Indústria Bandeirante de Plásticos Ltda. (Banfilme) planeja investir R$ 8,2 milhões na implantação de unidade industrial e centro de distribuição em Cambuí, no Sul de Minas. A planta será destinada à produção e comercialização de filmes de PVC e filme Coex Poliolefinico. Os investimentos da Banfilme devem gerar 95 empregos diretos e 45 indiretos.
A Gadol Distribuidora de Polímeros Ltda. firmou protocolo de intenções para investir R$ 3,78 milhões neste mesmo município. A companhia vai implantar centro de distribuição para comercializar resinas plásticas voltadas a indústrias petroquímicas, alcoolquímicas e de transformação termoplásticas. De acordo com o protocolo, serão criados 22 empregos diretos e 44 indiretos.
Outro investimento no Sul de Minas será realizado pela Cimed HPC Indústria e Comércio Ltda. A companhia vai implantar, em Pouso Alegre, unidade industrial e centro de distribuição destinados à produção e comercialização de produtos no ramo de higiene pessoal, cosméticos e suplementos alimentares, mediante investimento de R$ 8 milhões. A expectativa é da geração de 350 empregos diretos e 70 indiretos.
Já a Ventura Indústria e Comércio de Produtos Eletrônicos Ltda. vai investir R$ 1,23 milhões em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, para produzir interfones, câmeras de vídeo e sistemas de segurança. O investimento, que será feito em etapas até 2013, vai possibilitar geração de 35 empregos diretos. O início das obras está previsto para novembro.
(Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br em 27/10/2010)

Gostei... - Lucidez de Ruth Rocha

Por causa dessa lucidez que sempre gostei que minha filha lesse seus livros.

Meu nome foi incluído no manifesto de intelectuais em seu apoio. Eu não a apóio. Incluir meu nome naquele manifesto é um desaforo! Mesmo que a apoiasse, não fui consultada. Seria um desaforo da mesma forma. Os mais distraídos dirão que, na correria de uma campanha... “acontece“. Acontece mas não pode acontecer. Na verdade esse tipo de descuido revela duas coisas: falta de educação e a porção autoritária cada vez mais visível no PT. Um grupo dominante dentro do partido que quer vencer a qualquer custo e por qualquer meio.
Acho que todos sabem do que estou falando.
O PT surgiu com o bom sonho de dar voz aos trabalhadores mas embriagou-se com os vapores do poder. O partido dos princípios tornou-se o partido do pragmatismo total. Essa transformação teve um “abrakadabra” na miserável história do mensalão . Na época o máximo que saiu dos lábios desmoralizados de suas lideranças foi um débil “os outros também fazem...”. De lá pra cá foi um Deus nos acuda!
Pena. O PT ainda não entendeu o seu papel na redemocratização brasileira. Desde a retomada da democracia no meio da década de 80 o Brasil vem melhorando; mesmo governos contestados como os de Sarney e Collor (estes, sim, apóiam a sua candidatura) trouxeram contribuições para a reconstrução nacional após o desastre da ditadura.
Com o Plano Cruzado, Sarney tentou desatar o nó de uma inflação que parecia não ter fim. Não deu certo mas os erros do Plano Cruzado ensinaram os planos posteriores cujos erros ensinaram os formuladores do Plano Real.
É incrível mas até Collor ajudou. A abertura da economia brasileira, mesmo que atabalhoada, colocou na sala de visitas uma questão geralmente (mal) tratada na cozinha.
O enigmático Itamar, vice de Collor, escreveu seu nome na história econômica ao presidir o início do Plano Real. Foi sucedido por FHC, o presidente que preparou o país para a vida democrática. FHC errou aqui e ali. Mas acertou de monte. Implantou o Real, desmontou os escombros dos bancos estaduais falidos, criou formas de controle social como a lei de responsabilidade fiscal, socializou a oferta de escola para as crianças. Queira o presidente Lula ou não, foi com FHC que o mundo começou a perceber uma transformação no Brasil.
E veio Lula. Seu maior acerto contrariou a descrença da academia aos planos populistas. Lula transformou os planos distributivistas do governo FHC no retumbante Bolsa Família. Os resultados foram evidentes. Apesar de seu populismo descarado, o fato é que uma camada enorme da população foi trazida a um patamar mínimo de vida.
Não me cabem considerações próprias a estudiosos em geral, jornalistas, economistas ou cientistas políticos. Meu discurso é outro: é a democracia que permite a transformação do país. A dinâmica democrática favorece a mudança das prioridades. Todos os indicadores sociais melhoraram com a democracia. Não foi o Lula quem fez. Votando, denunciando e cobrando foi a sociedade brasileira, usando as ferramentas da democracia, quem está empurrando o país para a frente. O PT tem a ver com isso. O PSDB também tem assim como todos os cidadãos brasileiros. Mas não foi o PT quem fez, nem Lula, muito menos a Dilma. Foi a democracia. Foram os presidentes desta fase da vida brasileira. Cada um com seus méritos e deméritos. Hoje eu penso como deva ser tratada a nossa democracia. Pensei em três pontos principais.
1) desprezo ao culto à personalidade;
2) promoção da rotação do poder; nossos partidos tendem ao fisiologismo. O PT então...
3) escolher quem entenda ser a educação a maior prioridade nacional.
Por falar em educação. Por favor, risque meu nome de seu caderno. Meu voto não vai para Dilma.
SP, 25/10/2010

Ruth Rocha, escritora
(Fonte: Blog do Noblat em 27/10/2010)


Você sabia? - Por que quando uma pessoa boceja a outra boceja também?

Por que quando uma pessoa boceja a outra boceja também?

Quando vemos e ouvimos alguém bocejar ou lemos algo sobre o tema, existe uma grande probabilidade de bocejarmos também.

Duvida? Então veja as imagens abaixo que eu aposto que você vai bocejar!






Seja sincero. Você ficou com vontade de bocejar quando viu as imagens acima, não foi?
Não se envergonhe, você é um ser humano normal.As chances de você ter bocejado são enormes.
A pergunta é: Por que isso acontece?
Há muitas teorias sobre o assunto. Mas apesar de todas as teorias, ainda não se sabe exatamente por que o bocejo é contagioso. Esse é um grande mistério para os estudiosos. Já que nenhuma teoria foi conclusiva.
Seria o bocejo seria uma forma primitiva de comunicação entre indivíduos da mesma espécie, para sinalizar mudanças no ambiente? O contágio seria a maneira de afirmar o recebimento da mensagem, ao mesmo tempo em que se passa ela adiante?
Outra pesquisa mostra que o ato de bocejar está associado à habilidade das pessoas de demonstrarem empatia entre elas e por isso seria contagioso, diz uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Birkbeck, em Londres.
Seja lá qual for o motivo, uma coisa é certa, bocejar é muito bom...

De onde vem? - Halloween (Dia das Bruxas)

Halloween (Dia das Bruxas)

Uma pergunta óbvia sobre o Halloween é, "O que a palavra significa?" O nome é, na realidade, uma versão encurtada de "All Hallows' Even"(Noite de Todos os Santos), a véspera do Dia de Todos os Santos (All Hallows' Day). "Hallow" é uma palavra do inglês antigo para "pessoa santa" e o dia de todas as "pessoas santas" é apenas um outro nome para Dia de Todos os Santos, o dia em que os católicos homenageiam todos os santos. Com o tempo, as pessoas passaram a se referir à Noite de Todos os Santos, "All Hallows' Even", como "Hallowe'en", e mais tarde simplesmente "Halloween".
O Halloween é uma festa comemorativa celebrada todo ano no dia 31 de outubro, véspera do dia de Todos os Santos.
Os Estados Unidos são o país mais conhecido por comemorar o Halloween. Lá, esta data é muito mais representativa do que no Brasil. No entanto, apesar de o Halloween ter ficado conhecido como uma festa tradicional norte-america, não foi lá que ele teve origem, mas sim na sociedade Celta. Neste país, levada pelos imigrantes irlandeses, ela chegou em meados do século XIX.
No Brasil, o Halloween é popularmente chamado de "Dia das Bruxas" e sua comemoração é recente. Geralmente as escolas de inglês é que promovem festas para comemorar a data, como forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana.
Há quem defenda que o Halloween não tem nada a ver com a nossa cultura e que a data não deveria ser comemorada aqui. Para essas pessoas, o Brasil tem um folclore muito rico e isso deveria ser mais valorizado. Devido a essa reivindicação, em 2005 o governo brasileiro criou o Dia do Saci, também comemorado em 31 de outubro.

História

A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos. Surgiu entre o povo celta, que acreditavam que no último dia do verão (31 de outubro), os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objetos assustadores como, por exemplo, caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros.
Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição.
Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).
Esta festa, por estar relacionada em sua origem à morte, resgata elementos e figuras assustadoras. São símbolos comuns desta festa: fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankestein.

Travessuras ou gostosuras (trick or treat)

Nos tempos medievais, uma prática popular do Dia de Finados era fazer "bolos das almas", sobremesas de massa simples com uma cobertura de groselha. Em uma fantasia chamada "souling" (referente à alma), as crianças iam de porta em porta pedir bolo, o que é muito parecido com o que as crianças de hoje fazem, dizendo "travessuras ou gostosuras". Para cada bolinho que a criança ganhava, ela tinha que fazer uma oração para os familiares mortos da pessoa que lhe deu o bolo. Essas orações ajudariam os familiares a encontrar seus caminhos para sair do purgatório até o céu.
Originária da Irlanda, a frase "travessuras ou gostosuras" (trick or treat, em inglês) é falada pelas crianças e jovens no momento em que pedem doce na vizinhança. Nos Estados Unidos é comum a troca não só de guloseimas, mas também de presentes entre os amigos na noite de Halloween.
Há também algumas evidências de atividades do tipo "travessuras ou gostosuras" na tradição Celta original. Os historiadores dizem que os Celtas vestiam fantasias demoníacas e desfilavam pela cidade a fim de mandar embora os espíritos vagantes. Além disso, as crianças Celtas caminhavam de porta em porta recolhendo lenha para uma fogueira comunitária gigante. Uma vez que a fogueira estivesse queimando, os farristas acabavam com todas as outras fogueiras da vila. Então eles reacendiam cada fogueira com uma chama da fogueira de Samhain, como um símbolo da ligação entre as pessoas.
Hoje, as crianças também participam desta festa. Com a ajuda dos pais, usam fantasias assustadoras e partem de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “travessuras ou gostosuras ”. Felizes, terminam a noite do 31 de outubro, com sacos cheios de guloseimas, balas, chocolates e doces.

Bão dimais - Empadinhas de queijo

Essa receita vem da casa de minha bisavó Quininha. Faço sempre e é uma delícia para o lanche da tarde. Costumo fazer em uma forma redonda como se fosse um quiche e junto as 2 claras, que sobraram da massa, ao recheio.

Empadinhas de Queijo

Massa:
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 gemas
1 pitada de sal
Margarina
Modo de fazer: Misture bem a farinha, o sal e as gemas. Vá colocando Margarina até ficar uma massa boa para abrir. Forre as forminhas.
Recheio:
1 copo de leite
4 ovos
1 colher (sopa) de Margarina
Queijo de Minas ralado
Sal
Modo de fazer: Misture tudo muito bem e encha as forminhas. Essa empada não leva tampa. Coloque para assar em forno moderado.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Em poucas palavras - Buda

“O leite fresco demora em coalhar; assim, os maus atos nem sempre trazem resultados imediatos. Esses atos são como brasas ocultas nas cinzas e que, latentes, continuam a arder até causar grandes labaredas.” (Buda)

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Nidia Telles

Quem sou


Quem me vê secretária do lar,
não sabe do vulcão
que tenho no peito,
da lava que me escorre nas entranhas
pondo fogo em meio às coxas.
Ele me faz safada,
Desavexada...
Quem acha que sou serena,
pequena,
não, não sabe nada de mim.
Eu não sou o que pareço,
mas aquilo que transpareço.
(Nidia Telles)

Comercial legal - Agua Evian

Coisas que um bom mineiro não pode deixar de fazer - 18 - Alugar um pé de jabuticaba em Sabará

18. Alugar um pé de jabuticaba em Sabará , grande BH.

O aluguel de jabuticabeiras é uma das características da cidade de Sabará. Acolhedores como todo bom mineiro, os moradores abrem as portas dos seus quintais, para que os visitantes possam ter o prazer de saborear a fruta no pé. Se você for a Sabará, certamente encontrará uma família disposta a lhe oferecer esse privilégio.
Acredito que você não deva fazer esse passeio nos dias do Festival da Jabuticaba, quando a cidade fica verdadeiramente lotada. Como bom mineiro, e sabidamente esperto, vá antes.
O Festival da Jabuticaba é uma festa anual, promovido pela Prefeitura e Produtores e teve seu início em 1987.
O Festival resgata a tradição não somente da fruta como também de seus derivados: vinhos, geléias, licores, etc., As receitas vieram passando de geração a geração ao longo dos anos.A partir da realização do festival, surgiram novas receitas incluindo recheios, picolés, sorvetes, tortas, cocadas, balas delícia, bombons, etc.
Sabará já está preparando mais uma edição do Festival da Jabuticaba, evento que leva milhares de pessoas à histórica cidade. Este ano a festa acontecerá no dia 20 de novembro, sábado, das 10 às 18 horas, e no dia 21 de novembro, domingo, das 9 às 17 horas, na Praça de Esportes de Sabará, no Centro Histórico.
Outra novidade nesta no é que a iniciativa privada também participa do festival através de festins, apresentando pratos especiais produzidos com a fruta como acompanhamento.
O município espera um público estimado em 10.000 mil pessoas por dia, sendo muitos turistas e visitantes de outros estados e da capital mineira.
O evento contará com 30 expositores de derivados da fruta, praça de alimentação com gastronomia típica e barracas da fruta in natura.

Na vitrola aqui de casa - Turn me on

Serviço - Reunião de avaliação de resultados e divulgação de medidas de auto-proteção em Santa Rita do Sapucaí

Reunião de avaliação de resultados e divulgação de medidas de auto-proteção em Santa Rita do Sapucaí.

O comandante da 114ª companhia da polícia militar convida toda a população de Santa Rita do Sapucaí a participar da reunião de avaliação de resultados e divulgação de medidas de auto-proteção, direcionada aos empresários e comerciantes de Santa Rita do Sapucaí.

Local: Associação Comercial e Empresarial do Vale da Eletrônica (Acevale)
Alameda José Cleto Duarte, Centro – Santa Rita do Sapucaí/MG.
Data: 28/10/2010
Hora: 19:00 horas.
(Fonte: http://www.lavras24horas.com.br)

Santa Rita é notícia - Primeira rodada de negócios da área biomédica em polo mineiro movimenta mais de R$ 3,8 milhões

Primeira rodada de negócios da área biomédica em polo mineiro movimenta mais de R$ 3,8 milhões

APL de eletrônica de Santa Rita de Sapucaí (MG) está agregando empresas desenvolvedoras de softwares e equipamentos para a área biomédica

Brasília - O Arranjo Produtivo Local (APL) Eletroeletrônico de Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, está criando um novo núcleo de empresas e empregos na área biomédica. Atualmente das 141 empresas integrantes do pólo, 16 são desse segmento.
Visando incrementar os negócios nesse mercado, o Sebrae em Minas Gerais realizou o workshop Integração de APLs da Área Biomédica e a primeira rodada de negócios do setor biomédico nessa cidade do sul de Minas, nos últimos dias 21 e 22, respectivamente. O resultado final da rodada foi bastante satisfatório, totalizando mais de R$ 3,8 milhões em expectativas de negócios para os próximos meses.
“O resultado dessa primeira rodada foi muito bom. A próxima já está prevista para o próximo ano”, afirma Rodrigo Ribeiro Pereira, analista do Sebrae em Minas Gerais.
Foram parceiros dessa ação: o Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica (Sindvel) e o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel).
Cento e vinte e três empresas participaram do workshop e 64 empreendimentos da rodada de negócios. Empresários de Santa Rita do Sapucaí e de outros APLs especializados nos setores eletroeletrônico, fármacos, equipamentos médico-odontológicos e similares, como Ribeirão Preto (SP), Belo Horizonte (MG), Itajubá (MG), Osasco (SP), Rio Claro (SP) e Uberlândia (MG), fecharam negócios durante 216 encontros agendados.
O surgimento das empresas eletrobiomédicas no pólo mineiro, também conhecido como Vale da Eletrônica, é fruto dos cursos de engenharia biomédica, pós-graduação em engenharia biomédica e técnico eletrobiomédico, implantados nos últimos anos na cidade, de acordo com o analista. Elas desenvolvem softwares e equipamentos para a área médica e afins.
(Fonte: Vanessa Brito - Agência Sebrae de Notícias - em 26/10/2010)

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Dica de diversão - Programação Inatel Cultural para o mês de NOVEMBRO

Programação Inatel Cultural para o mês de NOVEMBRO

5/11 - 20h30 - Música - 23º Encontro de Corais
Promoção Prodarte
6/11 - 20h - Concerto de canto erudito e piano (1)
Ricardo Abrahão e Terão Chebl
7/11 - 17h - Música - 9º Encontro de Corais infanto-juvenil
Promoção Prodarte

De 8 a 13 - Cinema e vídeo - 1ª Mostra de Cinema do Inatel (1)
8/11 - 20h - Filme Besouro - Censura 14 anos
9/11 - 20h - São Paulo sob Ataque - documentário - Censura 16 anos
10/11 - 20h - A Chave da Casa - documentário - Censura 14 anos
11/11 - 20h - Bikini Revolution - documentário seguido de debate com Kiko Ribeiro, diretor do filme - Censura 14 anos
12/11 - 20h - O Assassinato de Jean Charles - documentário - Censura 14 anos
13/11 - 20h - Diário de Naná - documentário - Censura livre

19/11 - 20h - Música - show Paulinho Pedra Azul
promoção Malabarte Eventos
24/11 - 20h - Cinema e vídeo - Brilhante Futebol Clube (1)
27/11 - 20h - Dança - Quebra Nozes - Cia. de Dança Ândrea Falsarella (1)

(1) Evento gratuito
Nos eventos gratuitos a entrada será por ordem de chegada, 30 minutos antes de cada apresentação.

Programação sujeita a alteração sem prévio aviso. Informações pelo email inatelcultural@inatel.br
(Fonte: http://www.inatel.br em 25/10/2010)

Gostei... - Peça infantil reúne 1,2 mil crianças no Teatro Inatel

Peça infantil reúne 1,2 mil crianças no Teatro Inatel

Cerca de 1.200 crianças conferiram o espetáculo Circo dos Bonecos na última sexta-feira, dia 22, no Teatro Inatel, em Santa Rita do Sapucaí. A peça infantil, que integra a programação do Inatel Cultural, conta a história de dois amigos que decidem brincar de circo na sala de visita, recriando o mundo maravilhoso do circo dentro do universo das fantasias e brincadeiras infantis. O espetáculo mostra ainda a importância do respeito mútuo mesmo durante uma simples brincadeira.
Foram duas apresentações do espetáculo, a primeira delas exclusiva para alunos das escolas de Santa Rita do Sapucaí. A professora Susana Araújo, da escola estadual Delfim Moreira, afirmou que o evento foi muito importante para os alunos e uma novidade para eles, que têm pouca oportunidade de conferir espetáculos como o apresentado no novo espaço cultural. "O teatro é um importante meio de educar e o Inatel é nota 10 em tudo o que faz".
Para os alunos Natanael Gustavo de Souza, de 11 anos, e Fernando Daniel, de 10 anos, a tarde de sexta-feira foi realmente especial, já que pela primeira vez eles assistiram a uma peça de teatro. "Gostamos muito e vamos voltar quando tiver outras".
(Fonte: http://www.inatel.br em 25/10/2010)

Dica de diversão - Grupo Queijo com Goiabada

" Coisas de Buteco " com o Grupo Queijo com Goiabada

Dia 06/11 na praça central da cidade de Santa Rita do Sapucaí -MG, o grupo Queijo com Goiabada estará com músicos convidados tocando clássicos da MPB no evento com o tema " Coisas de Buteco " .
O repertório será variado, terá músicas de artistas como Chico Buarque, Elis Regina, Tom Jobim, Paulinho da Viola, Cartola, Clube da Esquina entre outros.

Convite a todos!

Blog: Não dou sorte, sempre que o grupo se apresenta não estou aí. Que pena!

sábado, 23 de outubro de 2010

Aviso aos navegantes - 200 anos da Biblioteca Nacional

Clic aqui e visite a Biblioteca Nacional.

Os segredos da Biblioteca

A Nacional completa 200 anos com acervo em que uma só obra vale até R$ 9 milhões

Rio - Principal guardiã da memória do Brasil e zeladora de 9 milhões de obras, a Biblioteca Nacional comemora 200 anos na próxima sexta-feira com muita história e segredos a contar. Junto a manuscritos e documentos centenários — boa parte trazida pela Família Real, em 1808 —, a instituição guarda relíquias: cartas de D. Pedro I à amante, peças únicas no mundo e livros decorados com ouro. Todo o acervo é monitorado por criterioso esquema de segurança, capaz de visualizar até o que o visitante escreve.
Andar pela Biblioteca Nacional equivale a uma viagem no tempo com estações por todas as épocas da História. Para desfrutar do local, porém, o usuário só pode levar lápis e papel. Bolsa deve ser guardada em armários e celular, só no modo silencioso.
Setor onde o acesso é o mais restrito, a Divisão de Obras Raras guarda as peças impressas mais valiosas da instituição, algumas de quase R$ 9 milhões. Entre as ‘joias’ está a Bíblia de Mogúncia, primeiro impresso que contém data, lugar de impressão e nome do impressor. Segundo a chefe do departamento, Ana Virgínia Pinheiro, uma universidade norte-americana ofereceu um prédio por um exemplar da obra, mas a instituição recusou a proposta. A Biblioteca tem dois exemplares, cada um com dois volumes.
Por ter valor incalculável, a Bíblia fica guardada em um dos três cofres do setor, cujo segredo é conhecido por apenas um funcionário. O livro ‘Os Lusíadas’, de Luís de Camões, também está trancafiado. O acesso às obras raras não é proibido, mas o pesquisador precisa de uma boa justificativa para explorar o local. “O usuário deve comprovar que o objeto de estudo necessita das obras raras. Quando o cofre é aberto, a equipe de segurança é avisada e fica alerta”, explica.
Livros de Santo Agostinho censurados na época da Inquisição, além de obras eróticas, com histórias ‘picantes’ integram o setor. Na época da ditadura no Brasil, muitas obras passíveis de censura foram ‘exiladas’ no setor. Bibliotecários esconderam os livros ali, porque a seção não era vistoriada pelos censores.
Segundo Ana Virgínia, obras produzidas até 1720 são consideradas raras, independentemente do assunto. Livros com capas trabalhadas artisticamente também integram o rol.

3 milhões de títulos

O espaço que concentra mais livros, com 3 milhões de obras, é o Salão de Leituras, frequentado, principalmente, por estudantes. Há 14 anos na Biblioteca, Ivone Lacerda Ribeiro conta que os temas mais procurados são Português e Direito, porém, assuntos inusitados também levam leitores à instituição. “Principalmente às sextas, livros de Kama Sutra, magia negra e macumba são muito pedidos”, relata.

Trajetória começou em um hospital da Praça 15

Considerada a maior da América Latina e 8ª maior do Mundo, a Biblioteca Nacional foi fundada em 29 de outubro de 1810 em um hospital próximo à Praça 15. De lá, foi para o prédio que abriga a Escola de Música da UFRJ, na Lapa, onde permaneceu até outubro de 1910, quando o atual edifício, na Avenida Rio Branco, foi concluído.
As raridades, cuidadosamente armazenadas, são separadas da seguinte forma: Obras Gerais (trabalhos acadêmicos e folhetos para pesquisa imediata), Periódicos (jornais, revistas e Diário Oficial), Iconografia (desenhos e fotos), Manuscritos (documentos feitos à mão), Cartografia (mapas) e Música (discos e partitura).
No setor de manuscritos está a obra mais antiga da Biblioteca: um manuscrito em grego, dos 4 Evangelhos, do século 11 ou 12. Na seção, é possível ver cartas de D. Pedro I à amante, Marquesa de Santos, a sentença de Tiradentes e a carta de Abertura dos Portos.
(Fonte: http://odia.terra.com.br em 23/10/2010)

De onde vem? - Cheio(a) de nove-horas

Cheio(a)de nove-horas

O escritor Malba Tahan explica em seu livro Os Números Governam o Mundo, que antigamente nove horas era frase familiar de despedida, porque assinalava o termo de uma visita ou de uma prosa. Com a frase "São nove horas e não chove", o visitante revelava ao visitado o seu desejo de partir, enquanto outras pessoas, nas ruas, avisavam em voz alta: "Nove horas! Nove horas! Quem é de dentro, dentro, quem é de fora, fora...". Mas quando a visita era importante, ou interessava de modo especial ao dono da casa, este ponderava amigavelmente: "Ora, não esteja, desde já, com nove-horas", ou ainda, "O senhor está cheio de nove-horas".
Em sua obra aqui mencionada, o celebrado professor de matemática e escritor também informa que o poeta mineiro chamado Ataliba Lago dava outra explicação curiosa para a origem da expressão. Dizia ele em um de seus trabalhos: "Existe uma planta, a sensitiva, ou maria-fecha-a-porta, que é pelo nosso sertanejo denominada nove-horas. Ao menor toque essa planta 'se encolhe' toda, pois é muito sensível e delicada. A pessoa cheia de luxos e melindres, é por isso denominada 'cheia de nove-horas ".
São numerosos os registros onde está presente a anotação de que nos tempos passados as pessoas se recolhiam às suas casas, costumeiramente, às nove horas da noite. Por isso, quando os ponteiros dos relógios se aproximavam desse horário limite, a praxe era de que as visitas chegassem ao fim, os jogos ou qualquer outro tipo de divertimento terminassem, e homens e mulheres tomassem o caminho de suas respectivas residências. Esse costume europeu chegou ao Brasil ainda nos tempos coloniais, sabendo-se que por volta do século XIX os policiais do Rio de Janeiro e de algumas outras cidades brasileiras obedeciam ao pé da letra um dispositivo do seu regulamento onde ficava explícito que depois das nove horas da noite, "ninguém será isento de ser apalpado e revistado".
Daí que essa expressão foi-se tornando popular, embora o seu sentido original tenha sofrido modificação, e agora é usada sempre que se deseja insinuar que algum sujeito é cheio de etiquetas e manias, transbordante de melindres, ou absolutamente chato em suas exigências e censuras. Diz-se, então, que essa peça rara é "cheia de nove-horas".
(Fonte: http://recantodasletras.uol.com.br)

Aviso aos navegantes - Coleção de Fernando Pessoa à disposição de internautas

Coleção de Fernando Pessoa à disposição de internautas

Toda a biblioteca particular de Fernando Pessoa _ 1.142 volumes até agora à disposição apenas do público que fosse à Casa Fernando Pessoa, em Lisboa _ foi digitalizada e pode ser conhecida por quem visitar o site (casafernandopessoa.cm-lisboa.pt). Pela internet, é posível consultar, página a página, anotações e até poemas que Pessoa fazia nas páginas de seus livros. Alguns destes manuscritos foram feitos a lápis e estão se deteriorando. O próximo passo da Casa Fernando Pessoa é restaurar os livros que se encontram nesse estado.
(Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/xexeo/#334707 em 22/10/2010)

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Lya Luft

Canção de um longo amor


Tão sutilmente em tantos longos anos
foram se trocando sobre os muros
mais que desigualdades, semelhanças,
que aos poucos dois são um, sem que no entanto
deixem de ser plurais:
talvez as asas de um só anjo , inseparáveis .

Presença e solidão foram tecendo a vida:
o filho que se faz, uma árvore plantada,
o tempo gotejando do telhado ,
o tédio que ronda e não se instala.
Vontade de partir e de ficar,
beleza reinventada a cada hora para não baixar
o pó do cotidiano desencanto.

Tão fielmente adaptam-se almas destes corpos,
que uma em outra pode se trocar,
sem que alguém de fora o percebesse nunca.

Fragmentos - "Secreta Mirada e outros poemas"


“A família, ou o nosso grupo de amores escolhidos, nossa casa ou nosso lugar no mundo, é ali onde, mesmo quando não nos entendem, nos aceitam; mesmo quando não nos aprovam, nos respeitam; mesmo quando não sabem direito o que dizemos ou fazemos, nos querem bem.” (Lya Luft em "Secreta Mirada e outros poemas")

Serviço - Banco Itaú distribui livros infantis

Você pode ganhar 4 livros infantis grátis fazendo seu cadastro no site do Banco Itaú. A Coleção Itaú de Livros Infantis é composta por livros de parlendas, poemas, lendas e o clássico Os Três Porquinhos.


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Santa Rita é notícia - Rede Municipal de Ensino de Londrina terá empreendedorismo no currículo

Rede Municipal de Ensino de Londrina terá empreendedorismo no currículo

O tema não será abordado como disciplina, vai permear as matérias regulares da grade escolar, como matemática e português

A partir de 2011, as crianças da rede municipal de ensino terão lições de empreendedorismo, ministradas junto às disciplinas normais da grade curricular.A iniciativa, chamada "Pedagogia Empreendedora", será lançada terça-feira (26), às 19h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que fica na rua Parigot de Souza, 311.
O projeto foi desenvolvido depois de uma reivindicação no Fórum Desenvolve Londrina 2007, e, desde julho deste ano, tem sido articulada para que começasse a ser executada. Com as parcerias firmadas, Londrina começa, na semana que vem, a capacitar os professores e diretores da rede municipal de ensino, mediante a realização de palestras e grupos de estudos.
Depois da fase de capacitação, os educadores vão inserir o empreendedorismo em diversas atividades didáticas, além de levar os alunos a visitas de campo, empresas e indústrias. Conforme a secretária municipal de Educação, Karin Sabec, o consultor Fernando Dolabela ministra, nesta terça-feira, uma palestra de sensibilização e depois orienta a capacitação dos professores e diretores.
"No início, apenas um grupo de 80 educadores participa das palestras, em seguida, esta equipe será multiplicadora do conhecimento acerca do empreendedorismo. Noções de empreendedorismo pessoal e profissional serão passadas às crianças, que vão contribuir, futuramente, com o desenvolvimento de Londrina", ressaltou a secretária. Os alunos vão aprender conceitos de matemática empreendedora e noções de administração.
Para o diretor de Tecnologia e Desenvolvimento do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Marcus Von Borstel, o objetivo do projeto é incentivar o instinto empreendedor que já existe nas crianças. "Os professores deverão incitar o exercício do empreendedorismo, para que as crianças ativem esse pensamento e contribuam para o crescimento da cidade. Essa iniciativa é uma revolução no ensino, porque foge do padrão, ao mesmo tempo em que dá início a uma nova concepção de educação", destacou.
Também, estão envolvidos no desenvolvimento desse projeto, a Secretaria Municipal de Educação, a Associação Comercial de Londrina (Acil), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

Histórico

A Pedagogia Empreendedora é uma metodologia idealizada pelo consultor em empreendedorismo, Fernando Dolabela, que age, desde 2002, em escolas de vários estados brasileiros. Entre as cidades que já receberam o projeto, está São José dos Campos (SP), Guarapuava (PR), Santa Rita do Sapucaí (MG) e Três Passos (RS).
A principal meta da iniciativa é vincular as tecnologias de desenvolvimento locais às escolas e comunidade, formando os estudantes não só para a abertura de uma empresa, mas explorando, também, o potencial de serem empreendedores em qualquer atividade. O público que o programa abrange são alunos da Educação Infantil até o Ensino Médio, ou seja, de 4 a 17 anos.
Entre os elementos que compõem o método, estão a utilização do professor da própria cidade, que já está ambientado ao meio e à cultura local, flexibilidade metodológica, por poder se moldar, conforme a necessidade, e direcionar seu trabalho nos conceitos de empreendedorismo. Quem tiver interesse em pesquisar mais sobre o método ou conhecer melhor o autor, é possível acessar o site www.starta.com.br/#pedagogia.
(Fonte: http://www1.londrina.pr.gov.br/ em 22/10/2010)

Na vitrola aqui de casa - I Just Called To Say I Love You

Em poucas palavras - Cícero

“Os homens (pessoas) são como os vinhos: a idade azeda os maus e apura os bons.” (Cícero)

Gostei... - Não resisti...

Vi no "Viver é perigoso" do Edson Rieira e também não resisti.

Bão dimais - Azedinho de maracujá com merengue

Azedinho de maracujá com merengue

INGREDIENTES: 1 e 1/2 xícaras (chá) de suco concentrado de maracujá * 2 e 1/2 xícaras (chá) de água * 2 ovos * 6 colheres (sopa) de maizena * 5 colher (sopa) de água * 5 colheres (sopa) de açúcar
MODO DE FAZER: Misture bem o suco de maracujá com a água e leve ao fogo até ferver. À parte, bata bem as gemas e misture a maizena e a água. Junte ao suco, no fogo e mexa sempre até engrossar. Despeje numa forma média, com furo central, ligeiramente umedecida. Leve à geladeira, cerca de 2 horas até endurecer. Bata as claras em neve bem firme, junte o açúcar e reserve. Desenforme o azedinho num prato grande e decore com o merengue. Se desejar, coloque algumas cerejas em calda.

Santa Rita é notícia - Torneio estadual de robótica movimenta Santa Rita do Sapucaí

Torneio estadual de robótica movimenta Santa Rita do Sapucaí

Estudantes de vários municípios mineiros estarão reunidos em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, neste final de semana, para um dos principais torneios de robótica do mundo, a First Lego League. É a primeira vez que uma etapa da competição será realizada em Minas.
Serão 20 horas de muito desafio nas instalações do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel).Cem estudantes de 10 a 15 anos, de escolas particulares e públicas das cidades de Lavras, Cachoeira de Minas, Pouso Alegre, Itajubá e Santa Rita de Sapucaí participam das equipes.
O torneio foi criado pela fundação norte-americana First com o objetivo de tornar a ciência mais agradável para as crianças e fazer com que elas sintam-se motivadas a seguir por este caminho no futuro profissional. Em 2003, a Lego entrou como parceira da competição, que hoje é toda voltada para a base educacional da empresa.
Para trabalhar o tema deste ano, que é 'Transportes - Smart Move', os alunos devem fazer uma pesquisa sobre os problemas relacionados aos transportes e propor uma solução. As equipes inscritas receberam os kits para montagem e programação do robô e participaram de uma capacitação do Programa de Iniciação Científica e Tecnológica (PICT) durante quatro finais de semanas.
De acordo com os a organização do evento, 20% das equipes da etapa estadual vão para a final nacional da competição, que será em dezembro, em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Os melhores classificados no torneio nacional irão para o mundial em Atlanta, nos Estados Unidos, e também para os abertos da Europa e Ásia.
(Fonte: Elaine Pereira – Estado de Minas em 22/10/2010)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Em poucas palavras - Sabedoria,8,7

Se alguém ama a justiça, as virtudes são os seus frutos, pois é quem ensina a temperança, a prudência e a fortaleza, que são na vida os bens mais úteis aos homens. (Sabedoria,8,7)

Santa Rita é notícia - Inatel é finalista de Prêmio de Educação Empreendedora

Inatel é finalista de Prêmio de Educação Empreendedora

O Inatel recebeu um grande reconhecimento de uma das principais entidades promotoras do empreendedorismo no mundo. A Atividade Curricular Complementar "Nossa Primeira Empresa" ficou entre os três melhores projetos educacionais que participaram do Prêmio de Educação Empreendedora Brasil 2010, promovido pelo Sebrae e a Enveador, entidade internacional, sem fins lucrativos, voltada à divulgação e ao crescimento da cultura empreendedora, presente em 12 países.
Esta foi a primeira edição do prêmio, aberto às instituições de Ensino Superior de todo o país que desenvolvem atividades empreendedoras. Ao todo foram 57 trabalhos inscritos, de 47 instituições, de 16 estados brasileiros. Os projetos foram avaliados por uma comissão formada por especialistas e três professores foram selecionados para a final: o professor Mario Augusto de Souza Nunes, representando o Inatel, o professor Marcus Linhares, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí, e Edson Fregni, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.
Os três finalistas apresentaram os respectivos projetos a um júri, formado por participantes da Rodada de Educação Empreendedora Brasil (REE Brasil), realizada em Águas de São Pedro, São Paulo, entre os dias 13 e 15 de outubro. O evento reuniu professores de empreendedorismo de vários Estados, empreendedores apoiados pela Endeavor, bem como as professoras Theresa Steves, da Stanford Technology Venture Program, e Sara Sarasvanthy, da Universidade da Virginia.
Durante 15 minutos, o professor Mário Augusto falou sobre o programa "Nossa Primeira Empresa", aplicado a pelo menos cem alunos por semestre, e que propõe o projeto e operação de uma empresa real, em ambiente simulado. Durante todas as etapas do programa, os estudantes de engenharia do sexto período dos cursos de graduação em engenharia do Inatel vivem "plenamente uma experiência empreendedora", com muitas vantagens para a sua formação profissional, como bem atestam depoimentos dos participantes do programa.
O prêmio de Educação Empreendedora ficou com o professor do Piauí, que apresentou o projeto "Gerenciando Ideias". Ele fará um curso na Babson College, nos Estados Unidos, considerada uma das melhores escolas de negócios do mundo.
O professor do Inatel comemorou a vitória do jovem professor piauiense e a indicação ao prêmio. "Ter participado deste evento de empreendedorismo já é um privilégio. Costumo dizer que os professores de empreendedorismo são muito solitários neste trabalho, mas em encontros como este, vemos que a realidade está mudando. Aprendi muito nestes dias. E ter ficado entre os três finalistas mostra que o ensino empreendedor no Inatel está no rumo correto porque tem um reconhecimento nacional. Estou satisfeito e honrado por ter apresentado o trabalho feito pelo Núcleo de Empreendedorismo", disse Nunes.
O presidente da Finatel, José Geraldo de Souza, e o diretor do Inatel, Wander Wilson Chaves, acompanharam a apresentação do professor do Instituto em Águas de São Pedro. "O professor Mário Augusto é um líder, é quem desenvolveu a cultura empreendedora do Inatel e esta indicação ao prêmio é mais um reconhecimento por tudo o que ele fez, faz e continuará fazendo na nossa instituição", disse Wander Chaves.
Para o coordenador do Núcleo de Empreendedorismo do Inatel, Rogério Abranches, que também participou da Rodada de Educação Empreendedora, "ter ficado entre os finalistas, em um concurso organizado pela Endeavor que reuniu mais de 50 inscritos, é uma grande vitória. É um marco no ensino do empreendedorismo do Inatel". Abranches aproveitou a reunião de especialistas na área para falar do evento da Red EmprendeSUR, rede de empreendedorismo e inovação latino-americana. "O evento será realizado no Inatel em abril e será um importante espaço para debate do ensino empreendedor nos países do Mercosul", completou Abranches.
A coordenadora da área de Educação Empreendedora da Endeavor, Renata Chilvarquer, explica que a organização tem o objetivo de fomentar a cultura do empreendedorismo e, para isso, potencializa empreendedores para que eles se tornem exemplos para a sociedade. "Mas a Endeavor avaliou também que para disseminar ainda mais esta cultura é essencial atuar na educação. Por isso, fizemos este evento que já ocorre em outros países da América Latina, além dos estados Unidos, Europa e Ásia, e também criamos o prêmio para valorizar as experiências inovadoras".
(Fonte: http://www.inatel.br em 20/10/2010)

Ninguém vive sem um pouco de poesia... - Cecília Meireles

Biografia


Escreverás meu nome com todas as letras,
com todas as datas,
— e não serei eu.

Repetirás o que me ouviste,
o que leste de mim, e mostraras meu retrato,
—- e nada disso serei eu

Dirás coisas imaginárias,
invenções sutis, engenhosas teorias,
— e continuarei ausente,

Somos uma difícil unidade,
de muitos instantes mínimos,
— isso serei eu,

Mil fragmentos somos, em jogo misterioso,
aproximamo-nos e afastamo-nos, eternamente,
— Como me poderão encontrar?

Novos e antigos todos os dias,
transparentes e opacos, segundo o giro da luz,
nós mesmos nos procuramos.

E por entre as circunstâncias fluímos,
leves e livres corno a cascata pelas pedras.
— Que mortal nos poderia prender?
(Cecília Meireles)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...