segunda-feira, 29 de março de 2010

Histórias de minha filha - Como fugir do Lobo Mau


Como fugir do Lobo Mau

Minha filha devia ter uns quatro anos, já conhecia as letras, mas ainda não sabia escrever. Na escolinha, suas idéias eram expressas sempre por meio de desenhos. Nas reuniões de pais, eu sempre soube reconhecer os feitos por ela. A marca registrada era sempre: uma menina com o vestido em forma de triângulo, uma árvore, uma flor e uma borboleta. Isso invariavelmente aparecia no desenho livre, na pintura e nas colagens.
Nessa época ela estava aprendendo a estrutura de uma história: começo, trama e final. Foi então que veio um Para Casa com quatro quadrados vazios para que ela desenhasse a história da Chapeuzinho Vermelho. Quando li o enunciado da tarefa, imediatamente, ela disse:
_ Eu não sei desenhar lobo.
_ Filha, faz do seu jeito. Vamos lá, o que acontece primeiro na história da Chapeuzinho?
_ Ela vai levar os doces para a vovozinha e encontra o Lobo Mau.
_ Então desenha uma menina com a cestinha de doces e um lobo.
Ela fez a menina com o famoso vestido de triângulo, uma árvore, uma flor e uma borboleta.
_ E onde está o lobo?
_ Ele ainda está escondido atrás da árvore.
_Está bem. E depois? O que acontece?
_Eu não gosto dessa hora. Ele vai para a casa da vovó, come a pobrezinha e fica deitado na cama dela.
E continuou:
_ Mamãe, eu já disse que não sei fazer lobo.
E fez uma cama, colocando o travesseiro e um grande cobertor que cobria quase tudo. Apareciam só as orelhas do lobo.
Achei a solução interessante e continuei:
_Agora a Chapeuzinho chega, encontra o Lobo Mau e pergunta: Por que essas orelhas tão grandes? Por que esses olhos tão grandes? Você vai ter que desenhar um lobo.
Então no terceiro quadrado ela fez uma porta e a menina saindo, com os olhos arregalados.
Ri da situação e ela me explicou:
_ Mamãe, quando ela viu as orelhas, já percebeu que era o lobo e saiu correndo, gritando.
_Que menina esperta, não?
E matutei comigo: Qual das duas era mais esperta?
_Agora o final, filha. O que acontece?
_O caçador chega, mata o lobo e tira a vovozinha de dentro da barriga dele.
_Agora você faz o caçador com o lobo morto, deitado no chão.
_Mamãe, se eu não sei fazer lobo vivo, vou saber fazer lobo morto?
_Filha, agora você tem que desenhar um lobo. Faz uma bola grande - porque a vovó esta dentro da barriga dele – coloca quatro patas, põe as orelhas e um rabo comprido.
Ela, com raiva, pegou o lápis e fez duas linhas sinuosas paralelas.
_Que rabisco é esse? Isso não é um lobo.
_Não é mesmo, mamãe. Isso é um rio. O caçador matou o lobo e jogou ele dentro do rio. Agora ele está lá no fundo e nem dá para a gente ver.
E com um suspiro de alívio disse:
_Acabei.
Finalmente ela tinha conseguido fugir do Lobo Mau.

2 comentários:

  1. E também muito esperta. Consegue fugir até de mim quando estou brava como o Lobo Mau.

    ResponderExcluir

Adorei receber sua visita!
Ler seu comentário, é ainda melhor!!!
Responderei sempre por aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...